logo


Início
Prefeitura começa a pagar gratificação a policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitenciários PDF Imprimir E-mail

Todos os 2.140 agentes que atuam na cidade receberão, até amanhã, o auxílio emergencial de R$ 3.500


23/02/2017 - Mais de 2 mil agentes das forças estaduais de segurança que atuam em Niterói receberão até amanhã (24-02) o auxílio emergencial de R$ 3,5 mil pago pela Prefeitura de Niterói. Centenas de policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitenciários lotaram, nesta quinta-feira o Teatro Popular Oscar Niemeyer, onde aconteceu a solenidade de entrega das primeiras gratificações.

A proposta da gratificação, paga em parcela única, foi apresentada pelo prefeito de Niterói à Câmara de Vereadores, onde foi aprovada por unanimidade. O auxílio representa um investimento de R$7,5 milhões do município que, nos últimos quatro anos, investiu mais de R$ 100 milhões em Segurança Pública. Todos os 2.140 agentes terão o dinheiro depositado em suas respectivas contas bancárias até esta sexta-feira (24-02).

"Ainda que a Segurança Pública seja atribuição dos governos estaduais, nós temos esse compromisso de cooperar com as forças de segurança. Saímos da zona de conforto. A maioria dos prefeitos e gestores locais têm uma atitude de distância, mas nós não. Acredito que este é o caminho, já que o cidadão não é federal, estadual ou municipal, o cidadão é cidadão e nós, que temos responsabilidade pública, precisamos ter a compreensão deste trabalho em união para prover a segurança pública", disse o prefeito.

O prefeito também ressaltou que os agentes das forças de Segurança Pública são 'verdadeiros heróis'. "Vocês, apesar das dificuldades, não baixaram a guarda, continuaram a cumprir a missão de proteger a sociedade. Sabemos como deve ser difícil a vida das pessoas que estão passando dificuldades em função da crise fiscal do Estado. Os agentes de segurança são muito questionados e os que questionam não tem dimensão do papel que cumprem. São heróis para o Estado e para a cidade de Niterói. Essa atitude que estamos tomando é em solidariedade e reconhecimento a cada um dos senhores. Que nossa ação possa estimular outras cidades e outras prefeituras a ter esse tipo de gesto", declarou.

O subsecretário de Segurança Pública, Roberto Alzir, ressaltou a importância da cooperação da Prefeitura de Niterói. "Não existe prefeito entre os 92 municípios fluminense que cobre mais de segurança pública, não há prefeito que mais ajude a segurança pública, como o de Niterói. Agradecemos a postura do prefeito que, nos últimos quatro anos já tomou tantas iniciativas em defesa da segurança pública", salientou.

O comandante-geral da PM, coronel Wolney Dias, também agradeceu à Prefeitura de Niterói. "Muito obrigado, prefeito, por sua sensibilidade e reconhecimento da importância destes profissionais de Segurança Pública. Estamos passando por uma crise econômica  e, ao mesmo tempo, buscando que a população não seja prejudicada, que não tenha sua segurança abalada. Estamos na rua, procurando fazer o melhor. Seria muito cômodo, já que a segurança é atribuição do Estado, deixar o problema com o Estado. Mas o prefeito, consciente de sua posição como chefe do Executivo, tomou a iniciativa de colaborar. Parabéns pelo seu espírito público. Tenho certeza de que, por sua batuta, Niterói será um modelo padrão de segurança pública para todo o Estado", disse.

O subchefe da Polícia Civil, Marco Castro, agradeceu o prefeito em nome de toda a categoria, mas também citou todas as outras forças de segurança. "Essa medida é importante para manter a motivação do policial, para que ele saia de casa para trabalhar sabendo que sua família vai estar bem. A gratificação está sendo um diferencial para os agentes de segurança", ressaltou.

O subcomandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, disse que a corporação será eternamente grata ao prefeito Rodrigo Neves. "Esse valor, neste momento, será uma grande diferença na casa do agente de segurança. Tenho certeza que esse seu gesto será imitado por inúmeros prefeitos do nosso Estado do Rio", disse.

O subsecretário de Administração Penitenciária, Marcos Daflon, afirmou que o gesto do prefeito não é novidade para ele. "Muitas vezes que precisei fui atendido pelo prefeito, que nos tratou sempre com carinho. A Secretaria de Administração Penitenciária agradece o esforço feito pelo município", declarou.
O presidente da Câmara Municipal de Niterói, Paulo Bagueira, disse que o prefeito chamou a responsabilidade para si da questão da segurança pública e elogiou os profissionais do setor que, mesmo diante das dificuldades, não deixaram de assumir seus compromissos. "O prefeito de Niterói encara a segurança pública como problema do município e ele faz isso com gestos. Parabéns pela iniciativa. Parabéns também aos agentes de segurança que, apesar das dificuldades, nunca deixaram de cumprir com suas obrigações. Gostaria de agradecer também todo o apoio do Legislativo municipal na aprovação desta medida", opinou.
Durante a cerimônia, a menina Maria Eduarda, de 3 anos, foi mencionada pelo subcomandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, como representante de todas as famílias dos agentes beneficiados. A criança estava acompanhada do pai, o sargento bombeiro Francisco Alves do Nascimento, de 40 anos, que se disse aliviado com o auxílio. "A questão é que as contas não param de chegar e o salário não vem com a mesma regularidade. Isso nos causa uma ansiedade imensa. Além de dar tranquilidade para nossas famílias, essa gratificação é um reconhecimento", ressaltou o sargento.
Agentes relatam dificuldades e comemoram o benefício
A policial civil Sílvia Fernandes Reis, de 55 anos, lotada na 78ª DP (Fonseca), disse que estava passando sufoco e o dinheiro veio em boa hora. "Essa medida foi maravilhosa. Estou sem receber o 13º salário e usava esse dinheiro para pagar o IPVA, seguro do carro, material escolar. Agora vou ter com que pagar contas. Foi a primeira vez que vi uma Prefeitura ajudar os policiais", declarou.
O sargento PM Luís Carlos Moreira Júnior, de 42 anos, afirmou que vai usar mais da metade do dinheiro para pagar dívidas e o restante para passear com a família. "Excelente ajuda. Vou pagar as dívidas e, com que sobrar, passear com a família", disse ele, que está na corporação há 16 anos e tem quatro filhos.
O soldado bombeiro Danth Abreu, de 26 anos, disse que ele e amigos da tropa vinham passando dificuldades em não poder comprar e pagar o básico. "Não tínhamos dinheiro para comprar comida, pagar aluguel, água. Agora, vou poder até comprar o presente de Natal da minha filha, que não tive condições", relatou.
Investimento em segurança

O Município já investiu cerca de R$ 100 milhões em Segurança Pública nos últimos quatro anos, em iniciativas como obras em unidades policiais, entre elas a construção da sede provisória da Delegacia de Homicídios, melhorias na Delegacia Regional da Polícia Federal, na sede do Instituto de Medicina Legal (IML), na sede do 12º Batalhão da PM, nas delegacias de polícia do Centro (76ª DP), Icaraí (77ª DP) e Jurujuba (79ª DP), e nos postos policiais do Largo da Batalha e da Vila Progresso. Também foram reformados e construídos prédios para abrigar Companhias Destacadas da PM em Pendotiba, Horto do Fonseca, Cavalão, Morro do Estado e Caramujo, além da reforma e reativação de seis cabines da PM que passaram a ser compartilhadas com a Guarda, nos bairros do Fonseca, Icaraí, São Francisco, Piratininga, Vital Brazil e Santa Rosa.

Em agosto de 2015 foi inaugurado o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), que tem atualmente 384 câmeras espalhadas pela cidade. No local, guardas municipais e policiais militares trabalham lado a lado monitorando a cidade e acionando as forças de segurança e serviços de emergência de forma mais dinâmica.


Guarda – A Prefeitura de Niterói também está investindo na valorização dos guardas municipais. Duas mensagens-executivas já encaminhadas à Câmara têm como objetivo beneficiar os agentes municipais. O texto propõe que a categoria seja incluída na premiação por desempenho que já é concedida aos policiais militares e civis que cumprirem as metas de redução da criminalidade e a incorporação ao Plano de Cargos e Salários da categoria a concessão do auxílio-uniforme, dando mais segurança jurídica à medida. O valor anual será de R$ 1 mil por profissional, pago em duas parcelas semestrais de R$ 500.

Entre 2013 e 2016, efetivo dobrou, passando de 300 para 600 agentes por meio de um concurso público. A meta é chegar a 1.000 agentes, o máximo permitido por lei.

Foi criado o Regime Adicional de Serviço (RAS) da Guarda Municipal, que autoriza o trabalho de membros da corporação em turnos adicionais com escala diferenciada com gratificação de encargos especiais (GEE) de R$ 60 para 6 horas de trabalho; R$ 80 para 8 horas; e R$ 120 por 12 horas de serviço adicional.

Os agentes também ganharam uma nova sede, a Cidade da Ordem Pública Marcus Jardim, que conta com um auditório com capacidade para 350 pessoas, alojamentos, banheiros e refeitório, entre outros, e ainda vai ganhar um canil, para treinamento com cães, e um estande de tiro a ser utilizado no treinamento dos agentes públicos.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ