logo

logo logo logo Colab

Início
Dia da Mulher será celebrado em Niterói com programação durante todo o mês de março PDF Imprimir E-mail

Homenagem a servidoras municipais e caminhada são destaques entre os eventos



06/03/2017 - Uma homenagem a 40 servidoras da administração municipal, no próximo dia 8 de março, no Teatro Popular, vai marcar a abertura da programação que celebrará o Dia Internacional da Mulher em Niterói. As funcionárias representam todos os setores da prefeitura, e receberão um diploma que exalta a importância da presença feminina em todos os níveis do governo. Outra iniciativa foi iluminar o Museu de Arte Contemporânea com a cor lilás, em homenagem às mulheres.



O município terá uma extensa agenda de eventos durante todo o mês de março, elaborada em parceria da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (Codim), com o apoio  do  Conselho Municipal dos Direitos da  Mulher, da organização Niterói Mais Humana e de outras instituições da sociedade civil. O slogan da campanha deste ano é “Mulher. Nem um Direito a Menos”.



Entre os eventos, além da homenagem às servidoras municipais, destacam-se a caminhada “Mulher. Nenhum Direito a Menos”, que será realizada no  dia  16, no centro da   cidade; o II Encontrão da Juventude, com o tema “Agora é que são elas”, no Horto  do  Fonseca,dia  19; Ação Cidadã no Colégio Estadual Guilherme Briggs,  dia  25; entrega  do  prêmio Etienne Romeu,  dia  27, na Câmara dos Vereadores; abertura da exposição “Mulheres Brasileiras”, conjunto de fotografias e informações sobre 12 mulheres destaques na cultura brasileira,  dia  28, na Sala Carlos Couto; debate sobre a Lei Maria da Penha nas escolas,  dia  30; e inauguração da Sala de Amamentação da Policlínica Carlos Antônio da Silva, no  dia  31.

A Prefeitura  de Niterói, desde 2013, implementou uma política pública voltada para  mulher, como, por exemplo, o direito ao trabalho com tranquilidade a partir da construção de 21 novas escolas municipais, em sua grande maioria creches. Outra iniciativa foi o fortalecimento da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (Codim), que presta atendimento as mulheres vítimas de violência e é a responsável pelo fortalecimento da política de mulheres na cidade junto com o Conselho Municipal dos Direitos da  Mulher.

Fernanda Sixel, dirigente da organização Niterói Mais Humana e primeira-dama  do  município, destaca que o município é exemplo em muitas áreas, como meio ambiente, educação e gestão fiscal responsável, assim como na defesa dos direitos femininos.

“A iniciativa da Prefeitura de Niterói de lançar uma campanha que tem o slogan  Mulher. Nenhum Direito a Menos é fundamental para que possamos avançar na busca pela igualdade de gênero. A defesa dos direitos da  mulher  é muito importante para a construção de uma cidade moderna, sustentável, solidária e justa”, afirma Fernanda.

Este ano, a Prefeitura de Niterói implementará projetos importantes para as mulheres, como a entrega da nova maternidade Alzira Reis, totalmente reformada e requalificada; inauguração de um monumento em homenagem a Leila Diniz, que será a primeira estátua feminina da cidade; construção  doEspaço de Convivência Zélia Gatai, no Restaurante Popular Jorge Amado; e a ampliação  do  Projeto de Totens de Alerta e Auxílio à  Mulher  Vítima de Violência, com informações da rede de apoio na cidade. Atualmente Niterói possui três totens estrategicamente colocados no Terminal Rodoviário e no Hospital Getulinho.

Já a coordenadora de Políticas e Direitos das Mulheres, Haidêe Antunes Rosa, explica que a Codim tem como papel fundamental contribuir para a promoção da equidade de gênero, questão implementada pelo Plano Municipal de Políticas das Mulheres.

“A Codim faz um trabalho fundamental para garantir o direito das mulheres. Uma de nossas principais ações refere-se à assistência a mulheres vítimas de violência doméstica e intrafamiliar. O nosso Centro Especializado no Atendimento à  Mulher  (Ceam) acolhe as mulheres com uma equipe técnica com o objetivo de fazer com que as vítimas consigam romper com o ciclo da violência que as cercam”, disse Haidêe.



O Ceam trabalha ainda em parceria com a Rede Municipal de Enfrentamento à Violência, formada pela Delegacia de Mulheres, Juizado de Violência Doméstica e abrigo de proteção às mulheres em situação de extremo risco de morte, entre outras instituições.

Toda a programação poderá ser conferida em  niteroi.rj.gov.br/mesdamulher.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ