logo

logo logo logo Colab

Início
Começa escavação do mergulhão da Praça da Renascença PDF Imprimir E-mail
17/05/2017 - Começou nesta quarta-feira (17/05) a escavação do mergulhão da Praça da Renascença, no Centro de Niterói. Com esta etapa das obras, será necessária mais uma alteração no trânsito, que passará a ser desviado por uma nova pista, que será aberta hoje, para os motoristas que seguem de São Gonçalo, do Fonseca e do Rio de Janeiro, em direção à Avenida Jansen de Melo. A pista usada atualmente para este acesso, que fica ao lado da nova via, será fechada ao tráfego de veículos. O mergulhão será inaugurado no segundo semestre deste ano.

A passagem subterrânea, que está sendo escavada sob a pista sentido Fonseca da Avenida Feliciano Sodré, terá cerca de 500 metros de extensão (150 metros de trecho subterrâneo). A obra tem como objetivo desafogar o tráfego na região, facilitando, inclusive, o fluxo das centenas de ônibus que seguem diariamente do Terminal Rodoviário João Goulart em direção à Zona Norte e a São Gonçalo. No sentido contrário, ficará mais fácil o acesso à Avenida Jansen de Mello.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, participou de uma visita técnica hoje pela manhã, na obra do mergulhão e ressaltou a importância deste projeto. A obra, uma parceria com a Prefeitura de Niterói, está sendo realizada pela Ecoponte, como contrapartida pela concessão da Ponte Rio-Niterói. A intervenção vai contribuir para melhorar a fluidez do trânsito na região e reduzir em até 25% o tempo de deslocamento no Centro e na Zona Norte.

“O mesmo impacto que o túnel Charitas-Cafubá teve para os moradores da Região Oceânica e da Zona Sul, esta obra terá para os moradores da Zona Norte. O mergulhão vai melhorar muito os acessos, sobretudo do Fonseca, Barreto, Ilha da Conceição, e também do Caramujo e Engenhoca. Com esta obra, será possível eliminar os sinais de trânsito que existem nos cruzamentos na região da Praça da Renascença, dando maior fluidez ao trânsito”, disse Rodrigo Neves.

O diretor-superintendente da Ecoponte, Alberto Lodi, explicou que a previsão é de que as escavações sejam concluídas em 45 dias. “Estamos preparando a laje superior do mergulhão e fazendo as escavações. Esta é uma obra muito importante para melhorar a mobilidade nos acessos à ponte Rio-Niterói. Estenovo equipamento de mobilidade urbana de Niterói vai melhorar muito a capacidade viária da região da Praça Renascença”, enfatizou.


Novas tecnologias

Este é um projeto moderno, com as mais novas tecnologias de engenharia, que incluem a instalação das paredes diafragma para a construção do trecho subterrâneo. Com a obra, quem segue pela Avenida Feliciano Sodré poderá acessar a Avenida do Contorno e a Alameda São Boaventura sem precisar contornar a Praça Renascença ou parar no sinal no cruzamento com a Jansen de Mello. Quem vier da Zona Norte e quiser acessar a Avenida Jansen de Mello, em direção à Zona Sul, passará por cima do mergulhão.


Meio ambiente

Ao final da obra, a praça será entregue reformada, com tratamentos paisagístico e urbanístico totalmente refeitos pela concessionária. O investimento é de R$ 70 milhões. Cento e trinta e seis árvores foram suprimidas para realização da obra, com compensação ambiental de mil árvores de espécies nativas de Mata Atlântica (no entorno da obra e nos taludes próximos à praça do pedágio).

Contrapartida socioambiental de iniciativa da Ecoponte, em parceria com a Prefeitura de Niterói, é a revitalização do viveiro de mudas do Horto do Fonseca, com investimento de cerca de R$ 300 mil. O viveiro tem capacidade para produzir 100 mil mudas por ano de espécies nativas da Mata Atlântica, e, destas, 10 mil serão usadas pela Ecoponte em ações socioambientais.
 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ