logo

logo logo logo Colab

Início
Niterói e Banco Mundial mais próximos de parcerias PDF Imprimir E-mail
02/06/2017 - O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, reuniu-se, na tarde desta sexta-feira (2.6.2017), com o representante do Banco Mundial no Brasil, Martin Raise, em Brasília, em busca de recursos para a cidade.


No encontro, um desdobramento das agendas realizadas em Washington em abril passado, Neves traçou um panorama da situação econômica da cidade que, apesar da crise, vem investindo em uma série de programas estruturantes, sociais, educacionais e de saúde, entre outros, e ressaltou que todas as contas estão em dia, assim como os salários dos servidores e fornecedores.


O prefeito propôs um acordo de cooperação com a instituição para investimentos em infraestrutura urbana e ambiental e assessoria técnica relacionada a cidades inteligentes, governo digital, e melhor eficiência e transparência na aplicação de recursos públicos.


De acordo com o prefeito, a reunião confirma a confiança do Banco Mundial em relação à gestão da cidade.


“O reconhecimento do Banco Mundial reforça o trabalho realizado nos anos recentes na prefeitura de Niterói que permitiu a superação de um cenário de crise e a travessia com resiliência desse quadro geral recessivo no Brasil e no estado. Desde o início da nossa gestão não paramos e prosseguimos com o objetivo de manter o dinamismo e, por isso, estamos implantando um novo ciclo de reformas para a modernização da administração e de parcerias públicos privadas. Parcerias desse tipo asseguram à nossa cidade uma trajetória sustentável de desenvolvimento nos próximos anos e décadas”, analisa o prefeito.


O diretor do Banco Mundial, por sua vez, mostrou-se otimista em relação à formalização de novos acordos com a prefeitura e sugeriu, inclusive, consultoria técnica na gestão de recursos ao município:


“Além de financiamentos, temos alternativas como consultorias que permitem aos administradores públicos gerir os próprios recursos municipais, criar um fundo especial de gestão e investimento, e melhorar a performance econômica e na área ambiental. Além, claro, de um banco de projetos. Acredito que a cidade pode se tornar um exemplo para o resto do país”.


Para o secretário executivo Axel Grael essa possibilidade se fortalece uma vez que o município já tem diversos projetos nessas áreas.


“Niterói já tem uma série de iniciativas e políticas de sustentabilidade. Hoje estamos próximos de 100% de esgoto tratado, quase 50%  do território protegido por unidades de conservação. Nossa defesa civil é uma das melhores do estado, temos grupo executivo com inventário de emissões de Niterói e estamos discutindo o plano diretor do município com a população e que traz vários instrumentos avançados na área de planejamento”, frisou Axel.


A secretária de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle, Giovanna Victer, afirmou que  as experiências de gestão implantadas desde 2013 se encaixam neste perfil que o Banco Mundial procura:


“A prefeitura de Niterói implantou desde 2013 uma série de mecanismos que podem ser replicados nos demais municípios do país. Vai ao encontro do que está sendo proposto pelo banco.”


Ao término da reunião, Raiser revelou que pretende enviar, até o fim do mês, uma equipe técnica do banco a Niterói para conhecer de perto essas iniciativas.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ