logo


Início
Prefeitura apresenta novos projetos do Niterói Que Queremos para líderes comunitários PDF Imprimir E-mail

nqq

20/06/2017 – Mais de 300 pessoas participaram, na noite desta segunda-feira (19/6), da apresentação da nova carteira de projetos do planejamento estratégico Niterói Que Queremos para o período 2017-2020. O prefeito Rodrigo Neves, secretários e autoridades se reuniram com líderes comunitários e presidentes de associações de moradores para apresentar o balanço da primeira rodada do projeto, com ações executadas de 2013 a 2017, expor as novas iniciativas, colher sugestões e opiniões. “Desde 2013 estamos fazendo um grande esforço para diminuir os efeitos da crise que estão prejudicando tanto o país, o estado e os municípios vizinhos. Graças ao Niterói Resiliente, estamos conseguimos manter as contas em dia e realizar investimentos importantes na cidade. Agora estamos elaborando as metas e projetos prioritários para o período de 2017 a 2020. Queremos ouvir as sugestões de vocês. Este planejamento não é tudo o que a Prefeitura faz, mas são os projetos prioritários para que, ao fim do 2020, a gente tenha uma cidade melhor”, destacou o prefeito.

Rodrigo Neves estava acompanhado do presidente da Federação das Associações dos Moradores do Município de Niterói (Famnit), Manuel Amâncio, dos presidentes da Associações de Moradores de Jurujuba, do Cantagalo e do Castro Alves, Mário Eugênio Lopes, José Plácido e Eurendino Martins, respectivamente, do secretário municipal de Participação Social, Miguel Vitoriano, e do deputado estadual Waldeck Carneiro.

Também participaram do evento os secretários Maria Célia Vasconcellos (Saúde), Vicente Temperini (Obras), Flávia Monteiro de Barros (Educação), Giovanna Victer (Planejamento), e Vitor Júnior (Governo), além do presidente da Fundação Municipal de Educação, Bruno Ribeiro.

“Este é a primeira gestão da Prefeitura que se aproxima dos líderes comunitários para ouvir e analisar nossas opiniões sobre o que a cidade precisa. Este diálogo aberto é muito importante para construirmos uma Niterói mais inclusiva e justa, que olha pelos que mais precisam”, elogiou Manuel Amâncio.

A secretária municipal de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle, Giovanna Victer, abriu o evento relembrando como foi criado o Niterói Que Queremos, em 2013, e destacou a importância do planejamento estratégico para preparar a cidade para os desafios atuais e futuros.

“Estamos buscando o melhor caminho para aproximar a gestão pública da sociedade. Foram realizadas pesquisas e reuniões com a participação de mais de cinco mil pessoas para a elaboração do projeto Niterói que Queremos e agora estamos ouvindo os diversos segmentos da sociedade para elaborarmos a nova rodada do planejamento” explica Giovanna Victer.

Entre as ações já realizadas se destacam a entrega do túnel Charitas-Cafubá, a implantação o bicicletário Arariboia, elaboração e envio do Plano Diretor de Niterói à Câmara, a reforma e ampliação do Hospital Getulinho e da Unidade Municipal de Urgência Dr. Mário Monteiro, e a realização de obras de contenção em 40 pontos da cidade, entre outros.

A coordenadora do Núcleo de Gestão Estratégica, Gláucia Macedo, explicou que o Município está apresentando a nova carteira de projetos, que conta com 34 iniciativas divididas em sete áreas: "Organizada e Segura", "Saudável", "Escolarizada e Inovadora", "Próspera e Dinâmica", "Vibrante e Atraente", "Eficiente e Comprometida" e "Inclusiva".

“Entre os novos projetos estão a conclusão das obras da TransOceânica e do mergulhão da Praça Renascença, a municipalização do estádio Caio Martins, e a criação das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) do Badu e Sapê, por exemplo. O objetivo destas reuniões é ouvir a sociedade sobre quais investimentos são necessários para Niterói”, conclui Glaucia.

 

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ