logo

logo logo logo Colab

Licitações FeSaúde

SEPLAG – UGP/CAF

Licitações SMEL

Licitações Sexec

Licitações SMEL


Início
Niterói será primeira cidade do Rio a testar vacina contra o novo coronavírus PDF Imprimir E-mail

Niterói será primeira cidade do Rio a testar vacina contra o novo coronavírus

27/07/2020 – A Prefeitura de Niterói assinou nesta segunda-feira (27) uma parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan, de São Paulo, para a realização de pesquisa e ensaio clínico para avaliação da eficácia e segurança da vacina contra a Covid-19 produzida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech. O estudo será realizado em profissionais da Saúde em duas unidades municipais: Hospital Getúlio Vargas Filho (Getulinho) e Policlínica Sérgio Arouca. A Secretaria Municipal de Saúde será responsável pelo recrutamento de entre 500 e 900 participantes, coleta de dados e amostras biológicas já em agosto.



Os voluntários passarão por entrevistas e avaliações médicas e, caso concordem com os termos do estudo, receberão duas doses da vacina, com 14 dias de intervalo, e serão monitorados pelos pesquisadores por um ano para análise dos resultados sobre a eficácia da vacina e também sobre a existência ou não de possíveis reações adversas.

O prefeito Rodrigo Neves assinou o termo de anuência para a realização dos testes em Niterói, ressaltando o orgulho para a cidade em participar desse esforço da comunidade científica para a descoberta de uma vacina eficaz e segura contra a Covid-19.

“Todas as medidas que a Prefeitura de Niterói adotou no combate ao novo coronavírus e também no Plano de Transição Gradual para o Novo Normal são baseadas na ciência e nas melhores experiências internacionais desta batalha pela vida contra esse inimigo invisível que infelizmente já tirou a vida de milhares de brasileiros. Eu gostaria de agradecer e parabenizar a Fiocruz, o Instituto Butantan e o governo do estado de São Paulo e desejar êxito na fase 3 da pesquisa. Temos muita esperança de que todos os esforços que a comunidade científica internacional e brasileira serão bem-sucedidos para a descoberta, o mais rápido possível, de uma vacina que seja capaz de imunizar contra a Covid-19”, afirmou o prefeito.

O pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia da Fiocruz, André Siqueira, disse que Niterói está se destacando nacional e internacionalmente nas ações de prevenção e combate à pandemia. Ele explicou como será feito o estudo clínico em que será avaliada a efetividade da vacina contra o novo coronavírus, ressaltando que é um estudo de fase 3, o que quer dizer que já se passaram duas fases iniciais que mostraram que a vacina é segura e produziu anticorpos efetivos contra o novo coronavírus.

“Outras cidades do Brasil também estão envolvidas no estudo. A prioridade é aplicar em profissionais de saúde, que estão sendo mais expostos. Para as pessoas voluntárias que têm interesse em participar do estudo, vai haver um link, tanto na página do Instituto Butantan, da Fiocruz e da Secretaria de Saúde de Niterói, para que possam se inscrever. Também será disponibilizado, a partir da semana que vem, um telefone. Eles serão convidados a irem ao centro de pesquisa, serão avaliados pela equipe médica e de enfermagem e farão uma série de exames. Consentindo e aceitando participar do estudo, serão feitas duas doses vacina: uma no primeiro dia, e outra, 14 dias depois. Todos serão acompanhados com exames regulares pelo período de um ano. No fim deste período teremos a avaliação se a vacina de fato funciona, como a gente prevê que ela possa funcionar, pelos resultados apresentados nas fases anteriores”.

O secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, informa que a Secretaria dará todo o apoio para a pesquisa e que acredita que em bons resultados.

“Essa parceria com a Fiocruz e o Butantan é um passo muito importante nesta epidemia. Niterói sempre esteve à frente nas medidas de combate ao coronavírus e foi escolhida como polo para pesquisa da vacina contra a Covid-19. Estamos confiantes de que teremos um bom resultado neste trabalho”, afirma o secretário.

A subsecretária de Saúde de Niterói, Camilla Franco, também participou da assinatura do termo de anuência para realização dos testes.


Atividades esportivas - A partir de quarta-feira (29), poderão ser retomadas atividades como a prática de canoa havaiana, futevôlei, voo solo de parapente e o vôlei de praia, com critérios de funcionamento e protocolos já orientados com as diversas instituições que representam esses segmentos na cidade. A partir de agosto também serão retomadas as aulas coletivas, com conjunto de protocolos que já foram definidos anteriormente. As medidas foram anunciadas pelo prefeito, nesta segunda-feira (27), em vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura.

“É imprescindível que as entidades esportivas orientem os praticantes no cumprimento dos protocolos determinados pelos órgãos de saúde. Só assim poderemos seguir avançando na retomada das atividades”, afirmou o prefeito.

De acordo com a subsecretária municipal de Saúde, Camilla Franco, sobre as regras para a prática da canoa havaiana, a associação apresentou um protocolo que foi devolvido tanto para a associação como para a Secretaria Municipal de Esportes, no qual determina que durante a atividade será preciso o uso do face shield.

"Se você está com sintoma, ou teve contato com alguém sintomático, é preciso permanecer 14 dias em isolamento, sem realizar as atividades físicas”, enfatiza a subsecretária.

No voo solo de parapente, o uso de máscara também é necessário, assim como no futevôlei e no vôlei de praia. Importante que os praticantes estejam sempre atentos ao distanciamento social, a higienização das mãos e a medição de temperatura antes de iniciar a atividade.

Para as aulas coletivas será adotado o teto máximo de 30% de ocupação, garantindo distanciamento superior a dois metros entre as pessoas. As atividades devem ser sempre sem toque e com uso de máscara.


Ambulantes cadastrados – O primeiro dia de retorno às atividades dos vendedores ambulantes de Niterói dentro das regras do Plano de Transição Gradual para um Novo Normal foi marcado por novos procedimentos de higiene e limpeza. Antes do retorno, os ambulantes passaram por capacitação da Secretaria Municipal de Saúde sobre todos os protocolos sanitários que devem cumprir contra a Covid-19 e receberam folhetos explicativos e máscaras.

Entre as regras que devem ser seguidas pelos ambulantes estão o distanciamento de, no mínimo, 2 metros entre as pessoas em lugares fechados e de 1,5m ao ar livre; uso do álcool em gel para higienização pessoal e dos produtos, e uso de máscaras. Os vendedores retornaram para os pontos e locais para onde estavam licenciados antes do início da pandemia, mantendo a barracas com a mesma padronização. Mesmo com a volta das atividades, a Prefeitura de Niterói estendeu até dezembro o auxílio do cartão do Busca Ativa para os ambulantes, no valor de R$ 500 mensais.


Boletim - A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informa que o município já tem 7.848 pacientes recuperados da Covid-19. Ao todo, a cidade registra 8.318 casos confirmados da doença e 107 pessoas em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Secretaria. Niterói registra 285 óbitos.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ