Navio Escola Ciências do Mar III chega a Niterói Imprimir

Parceria entre a Prefeitura de Niterói, UFF e Marinha permitirá que estudantes da cidade façam visitas à embarcação

20/02/2020 – O Navio Escola Ciências do Mar III atracou na manhã desta quinta-feira (20) na Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil, na Ponta D’Areia. A embarcação, cuja gestão foi cedida à Universidade Federal Fluminense (UFF), proporcionará experiência prática de ensino e pesquisa embarcada para alunos, professores e pesquisadores das universidades do Sudeste do Brasil. E, através de uma parceria firmada entre a Prefeitura de Niterói e a universidade, ficará disponível para visitação de alunos das escolas do município visando criar uma cultura do mar.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, que acompanhou a chegada do navio ao lado do reitor da UFF, Antônio Claudio Lucas da Nóbrega, destacou a importância da parceria com a UFF e a Marinha para despertar nas crianças e jovens de Niterói a curiosidade sobre as ciências do mar.

“Desde o primeiro momento, quando o reitor nos informou sobre a chegada desse navio, nós da Prefeitura observamos uma grande oportunidade para que a sociedade de Niterói pudesse interagir com ele. Então entramos em contato com a UFF e fizemos essa parceria com Marinha e a universidade para apoiar a atracação do navio e permitir que as crianças das escolas públicas e privadas de Niterói possam fazer visitas educativas para conhecer as atividades que serão objeto das pesquisas e, assim, despertar a curiosidade sobre a ciência e também sobre o grande potencial que Niterói tem com sua Frente Marítima".

O Ciências do Mar III tem 32 metros de comprimento e está equipado com dois motores de 450 BHP de potência, podendo atingir velocidade de cruzeiro de até 10 nós, com autonomia para 15 dias no mar. A embarcação possui também três laboratórios, guinchos oceanográficos e geológicos, central de tratamento séptico e alojamentos com capacidade para até 18 pesquisadores e tripulação. Além disso, o navio terá outros equipamentos científicos, sendo parte deles instalados ainda no estaleiro cearense e outros após a entrega oficial à UFF.