logo

logo logo logo Colab

Início
Niterói Mais Segura chega às ruas do Centro PDF Imprimir E-mail

08/02/2018 – O Centro de Niterói recebeu nesta quinta-feira (08) o reforço de 150 agentes do Niterói Mais Segura. O programa, custeado pela Prefeitura de Niterói, reduziu os índices de criminalidade em Icaraí, onde foi implantado em primeiro lugar na cidade. O Niterói Mais Segura ainda será levado às ruas do Jardim Icaraí, Ingá e Fonseca. A solenidade que marcou o início do trabalho das equipes no Centro foi no início da manhã na Praça do Rink e contou com a presença do prefeito Rodrigo Neves e dos comandos das forças de segurança que atuam na cidade.

Na ocasião, o prefeito comentou o conceito inovador do programa e os bons resultados alcançados na fase de implantação, em Icaraí:

“O Niterói Mais Segura tem um conceito inovador. Ele aproveita a experiência do Centro Presente, do Rio, e adequa essa experiência à realidade de Niterói. Eu acredito que aqui temos inovações em relação ao projeto do Rio, como, por exemplo, a integração dos agentes com a Guarda Municipal e com as polícias Civil e Militar. E os resultados são excelentes. Em Icaraí, onde o projeto foi implantado, o trabalho das primeiras equipes foi bem sucedido, com a redução de 60% dos índices de criminalidade naquele perímetro de atuação dos agentes e a prisão de mais de 30 acusados, num período de 30 dias” disse o prefeito.

Rodrigo Neves destacou ainda que a chegada de mais agentes vai liberar um contingente ainda maior das forças de segurança para o combate à criminalidade em outras regiões da cidade:

“O Niterói Mais Segura também é importante porque libera os efetivos da Guarda Municipal e da Polícia Militar, que atuavam nas regiões do Centro e de Icaraí, para combater a criminalidade em outras regiões da cidade, como a Região Oceânica, Fonseca, Charitas, São Francisco e Pendotiba, que precisam de uma atenção também melhor na segurança por parte da Polícia Militar e da Polícia Civil”, declarou Neves.

O prefeito lembrou mais uma vez que a segurança pública é uma atribuição constitucional do Governo do Estado, mas que a prefeitura está empenhada em fazer todos os investimentos necessários para ajudar nessa área.

“A atribuição constitucional da Segurança Pública é do Governo do Estado. A Crise fiscal do Rio trouxe consequências graves para o estado e sobretudo para a Segurança Pública, com a perda de efetivos e o não pagamento de salários. A prefeitura não cruzou e nem vai cruzar os braços diante dessa realidade.  Nos últimos três anos, nós investimos mais de R$ 100 milhões no apoio às forças policiais do estado, que atuam em Niterói. Acredito que esse esforço tem sido muito importante para que Niterói, apesar dos graves problemas que persistem, não viva o quadro caótico que outras cidades da região metropolitana estão vivendo na área da segurança pública”, completou o prefeito.

O Niterói Mais Segura resulta de um convênio da prefeitura com o Governo do Estado e funciona seguindo as mesmas diretrizes do programa Segurança Presente implantado em bairros do Rio de Janeiro. No Centro, assim como em Icaraí, as ruas serão patrulhadas por grupos de três agentes – dois policiais militares armados e um agente civil desarmado – a pé ou de carro. Em breve, os agentes também contarão com motos e bicicletas para agilizar o policiamento.

O secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada Municipal de Segurança (GGIM), coronel Paulo Henrique de Moraes, que coordena o programa, disse que o Niterói Mais Segura passa por ajustes constantes, sempre com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade e de devolver a sensação de segurança aos niteroienses:

“Fazemos uma avaliação constante e o programa pode passar por ajustes como, por exemplo, no horário de trabalho dos agentes, das 6h às 22h30, em dois turnos, que pode ser estendido em algumas áreas, se isso for necessário, ou o primeiro turno pode começar mais cedo. O retorno que a população está nos dando da evolução do programa e as estatísticas das forças de segurança são muito importantes para essas definições”, disse Paulo Henrique de Moraes.

Na área do Centro serão 150 homens trabalhando diariamente no Niterói Mais Segura, divididos em dois turnos. Cinquenta a mais que em Icaraí. Esse total inclui 100 policiais militares armados e 50 agentes de segurança civil. Eles estarão atentos a qualquer indício de criminalidade em vias importantes da cidade, como Rua da Conceição, Visconde do Rio Branco, Ernani do Amaral Peixoto, Marquês do Paraná, Feliciano Sodré e Marechal Deodoro, entre outras. Toda a região de comércio do Centro, o entorno da Estação das Barcas, do Terminal Rodoviário e do Mercado do Peixe São Pedro, além da Praça do Rink, do Jardim São João e das ruas residências do Centro também contarão com a vigilância dos agentes do Niterói Mais Segura.

Em pouco mais de mês de atuação nas ruas de Icaraí, o Niterói Mais Segura reduziu a incidência de roubos e furtos e conquistou a confiança dos moradores. Durante o período, 22 mandados de prisão foram cumpridos. Três homens foram presos por porte ilegal de arma, quatro por furto, dois por tráfico de drogas e dois por receptação. Também foram recuperados três veículos roubados.

A cerimônia de início dos trabalhos no Centro foi acompanhada pelo deputado estadual Comte Bittencourt, pelo presidente da Câmara Municipal de Niterói, Paulo Bagueira; pelo secretário Executivo, Axel Grael; pelo secretário municipal Desenvolvimento Econômico, Indústria Naval e Petróleo e Gás, Luiz Paulino Moreira Leite; e pelo presidente do Sindilojas, Charbel Tauil, entre outras autoridades.

 
Niterói Cervejeiro

ouvidoria


Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ