logo

logo logo logo Colab

Início
Hacknit tem sábado de muito trabalho no segundo dia de maratona tecnológica PDF Imprimir E-mail

25/08/2018 – O Caminho Niemeyer, no Centro de Niterói, respirou tecnologia ao longo deste sábado (25), com fórum, visita de alunos e movimentação dos hackers do Hacknit. Durante a tarde, a Transformação Digital nas cidades foi tema de debate em um fórum realizado paralelamente à maratona tecnológica promovida pela Prefeitura de Niterói. O encerramento acontece na tarde deste domingo (26), com apresentação dos trabalhos e premiação dos vencedores.

Com mediação da secretária municipal de Planejamento, Modernização da Gestão e Orçamento, Giovanna Victer, e do secretário Executivo Axel Grael, os paineis do fórum contaram com palestrantes como a responsável pelo Fórum Internacional do Hacking.Rio, Cláudia Wilson e o pesquisador do Centro de Tecnologia, Inovação e Sustentabilidade (CTIS) da UFF, André Luís Azevedo Guedes.

Abrindo os trabalhos do fórum, a secretária da Seplag mediou a conversa sobre Cidadania e Informação, ressaltando as potencialidades de Niterói e região, como a UFF e Comperj.

“A presença dessas instituições gera renda, conhecimento e desenvolvimento. Nossa proposta é fazer uma gestão participativa, chamando a população para discutir conosco os caminhos para o futuro da cidade. A discussão desse fórum fortalece as nossas metas de construir a Niterói que queremos”, pontuou.

Em seguida, foi a vez do secretário Executivo assumir a discussão sobre Tecnologia e Soluções, usando o exemplo de iniciativas desenvolvidas na cidade.

“Há cinco anos, a Prefeitura de Niterói não tinha as ferramentas de gestão da cidade que começamos a implantar quando assumimos o governo. Hoje temos o Sigeo, o CCO de mobilidade, o Sistema Municipal de Defesa Civil, plataformas que têm impacto na rotina dos moradores. Nosso objetivo é sempre que a cidade avance para realidade mais sustentável e inteligente, mas não basta só ser tecnológico: as pessoas precisam ver como esses recursos ajudam no dia-a-dia”, detalhou.

Visita – De manhã, cerca de 30 alunos da rede municipal e particular de ensino de Niterói vieram ver de perto os trabalhos na maratona tecnológica. Aos 13 anos, Eduardo Dias foi um dos visitantes mirins do Hackaton.

“Foi muito interessante fazer essa visita, eu aprendi muito. Quando a escola falou que a gente vinha, pensei que seria um passeio só de diversão, mas aqui eu vi que é um evento muito sério e importante para a infraestrutura da cidade e para as gerações futuras”, empolgou-se.

Maratona tecnológica em andamento – Desde a noite de sexta-feira, os hackers estão colocando a mão na massa. As estudantes Fransuele Cristina da Silva Gomes, 18, e Beatriz de Moraes, 22, compartilham o mesmo desafio: desenvolver a melhor solução para os desafios propostos pelo município nas áreas de segurança pública, meio ambiente, cidadania, conservação, saúde, educação e mobilidade urbana.

Moradora de São Gonçalo, Beatriz acabou de receber a notícia de que foi aprovado no curso de Engenharia Mecânica. Apaixonada por tecnologia e projetos, ela diz está muito entusiasmada com a maratona. A jovem participa na categoria designer.

“Estou muito empolgada. Amo me envolver em projetos, desafios, tecnologia. Está sendo uma oportunidade única pode participar da hackNit e poder desenvolver ideias com toda a infraestrutura oferecida pela prefeitura de Niterói”, avaliou.

Moradora do Jardim América, Rio de Janeiro, Fransuele está no 3º ano do Ensino Médio e disputando na categoria programadora. No ano que vem, quando concluir essa etapa da vida escolar, quer fazer Ciência da Computação.

“Claro que vou adorar sair daqui como campeã e com o prêmio, mas o que vai valer mesmo vai ser a experiência. Só de estar em Niterói participando da hackthon já vai ser muito bom”, contou.

O vencedor da hackNit recebe R$ 20 mil e o direito de participar da HackBrazil (competição nacional realizada com a parceria de estudantes de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts - MIT), o segundo ganha R$ 10 mil e o terceiro, R$ 5 mil.

 
campo 110 anos
Niterói Cervejeiro

PMUS

ouvidoria


Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ