Prevenção na folia: Saúde distribui materiais educativos contra as ISTs Imprimir

21/02/2020 - Foi dada a largada na campanha de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) no período do carnaval. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está intensificando a distribuição de preservativos e materiais educativos de prevenção das ISTs na cidade. A meta é sensibilizar e conscientizar sobre o os riscos da exposição às doenças, já que essa é uma época em que aumenta a vulnerabilidade da população.

Aproximadamente 380 mil preservativos foram entregues aos 60 serviços da rede municipal e, em parceria com a Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), nas 39 comunidades onde ocorrerão os tradicionais “carnavais de bairro”. Além dos preservativos, os profissionais de saúde orientarão os foliões sobre os riscos de infecção e a importância da prevenção em todas as relações sexuais nos bailes, bandas e outros blocos da cidade.

A secretária municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcellos destaca a importância da ação.

“É de extrema importância manter a população informada sobre essas doenças, principalmente os jovens. Quando se trata de saúde pública, o preservativo é o meio de prevenção mais eficaz no controle ISTs entre a população sexualmente ativa”, alertou a secretária.

As infecções são transmitidas por mais de 30 tipos de vírus e bactérias por meio da relação sexual com uma pessoa que esteja infectada sem o uso de camisinha, explica a coordenadora do programa de ISTs de Niterói, Márcia Santana.

“Desta forma, abrir mão do uso do preservativo nas relações expõe a pessoa e os parceiros com as quais ela se relaciona. Por isso, o Ministério da Saúde reforça constantemente a necessidade de proteção”, destaca.

Pré-carnaval – A FMS realizou uma campanha educativa para prevenção das IST/AIDS durante o bloco da Banda Bicho Solto, no último final de semana, na Praia de Piratininga, que reuniu cerca de 10 mil pessoas. A estratégia, em parceria com a Coordenadoria da Juventude e o grupo Pela Vidda, contou com 50 profissionais de saúde que distribuíram material informativo e insumos de prevenção, além de Testagem Rápida em HIV.