FeSaúde assume coordenação da Rede de Atenção Psicossocial de Niterói 

A Fundação Estatal de Saúde de Niterói (FeSaúde) foi autorizada a dar início ao processo de transição para assumir a gestão da Rede de Atenção Psicossocial de Niterói (RAPs). Em decreto publicado no Diário Oficial do município, no dia 7 de agosto, o prefeito Axel Grael transfere para a FeSaúde a missão de administrar e gerir unidades da RAPs, abrangendo toda a dinâmica de atendimento, organização, coordenação e assistência.

Criada, por lei, após um amplo debate com a sociedade – quando o município de Niterói escolheu, em 2015, como modelo de gestão do SUS um órgão público, com personalidade jurídica de direito privado e sem fins lucrativos – a FeSaúde surgiu para implementar uma modernização, em primeiro momento, focado no Programa Médico de Família e na Atenção Psicossocial.

Para Anamaria Schneider, diretora-geral da FeSaúde, essa parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Niterói, também garante um tempo de organização da rede, que receberá a partir de fevereiro de 2022, os empregados públicos, contratados por meio de concurso público:

“Fomos contratados para organizar os serviços e dar apoio institucional aos trabalhadores da SMS, que há décadas se dedicam para fazer o melhor cuidado à população. Agradeço a todos os profissionais de saúde, técnicos e gestores da Fundação Municipal de Saúde pela recepção a esse projeto, que certamente trará mais qualidade de vida aos moradores de Niterói”, disse. 

Na lista de unidades da RAPs abrangidas pelo decreto que institui a FeSaúde como gestora estão os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Casa do Largo e CAPS Herbert de Souza; o CAPS AD Alameda; o CAPSi Monteiro Lobato; a Unidade de Acolhimento infanto-juvenil (UAI); e o Centro de Convivência e Cultura; além de nove Serviços de Residência Terapêutica (SRT).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo