Guarda Municipal de Niterói apreende mais de 800 caranguejos que seriam vendidos ilegalmente

Período de defeso começou nesta sexta-feira. Animais foram soltos na área de manguezal do Parque Estadual da Serra da Tiririca (Peset), em Itaipu

O período de defeso do caranguejo uçá (Ucides Cordatus) começou nesta sexta-feira (1º) e teve a apreensão, pela Guarda Municipal de Niterói, de mais de 800 crustáceos que seriam vendidos ilegalmente no bairro de Ponta d’Areia. Os animais foram soltos na área de manguezal do Parque Estadual da Serra da Tiririca (Peset), em Itaipu, na Região Oceânica, por agentes da Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Os caranguejos foram apreendidos durante patrulhamento de rotina de guardas municipais da 1ª Regional, que atende a área do Centro da cidade. De acordo com os agentes, os animais foram encontrados em caixotes na rua e a Coordenadoria Ambiental foi acionada imediatamente.

“Esta ação será contínua enquanto durar o período de defeso. Somente animais congelados inteiros podem ser comercializados e com a apresentação da declaração de estoque emitida pelas autoridades competentes. Escolhemos fazer a soltura no manguezal em Itaipu porque é um santuário ecológico e estamos levando várias espécies para reprodução. Contamos com o auxílio dos guardas do Inea, que são nossos parceiros em ações ambientais e de proteção ao ecossistema”, disse o coordenador da Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói, Jociley Neves.

Conforme portaria do Ibama, N-52, de 30/09/2003, o período de defeso inicia em 1º de outubro e segue até 30 de novembro para machos e fêmeas, e de 1 a 31 de dezembro para as fêmeas, no Estado do Rio de Janeiro.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo