Niterói incentiva a leitura entre crianças, através da arte, do teatro e da poesia



 Alunos da Rede Municipal de Educação de Niterói assistiram ao espetáculo “Plantou Palavra, Colheu Poesia”, promovido pelo projeto “InConto Marcado”, nesta quinta-feira (25) e sexta-feira (26). O cenário foi todo montado na quadra da unidade, a Escola Municipal Julia Cortines, em Icaraí, e animou os estudantes. Na última quarta-feira (24), o projeto promoveu também uma oficina de teatro para os profissionais de educação da rede.

A proposta é incentivar a leitura entre crianças, através da arte, do teatro e da poesia. O Secretário de Educação de Niterói, Vinicius Wu, foi assistir a peça e afirmou que projetos como esses são essenciais para desenvolver uma perspectiva inovadora nas unidades do município.

“Estas ações que buscam promover a fruição artística e cultural em nossas escolas são fundamentais para a construção de um modelo de educação integral e contemporâneo. Uma educação transformadora, libertadora e que esteja plenamente integrada às políticas culturais desenvolvidas na cidade é a educação que precisamos na Era do Conhecimento”, enfatizou.

“Plantou Palavra, Colheu Poesia” é uma adaptação da obra literária, com o mesmo nome, da escritora cearense Socorro Acioli. É a história de Francisco, um menino que migra para Assaré com sua família e ao conhecer o poeta Antônio entra em uma jornada mágica e transformadora de descoberta sobre a poesia e a palavra.

“Temos investido em ações que articulem a arte, a cultura e a educação. Afinal, compreendemos a cultura enquanto um direito inalienável. Esse é um projeto de incentivo à leitura que concilia literatura, teatro, poesia, cordel, música, cultura popular e que, além de um espetáculo, também oferece formação aos professores. Queremos deixar marcas duráveis no coração de nossos alunos. Que eles plantem palavras e colham poesia. Que descubram que o mundo pode ser mais bonito e fértil, que podemos construir um futuro pleno de esperança”, disse Liliane Balonecker, coordenadora de Educação e Cultura da SME/FME.

Oficina – O projeto de formação, Oficina de Literatura Brincante, oferecido pelo projeto no auditório da FME, na última quarta-feira (24), teve como objetivo principal ensinar ferramentas de práticas vocais, corporais e de aquecimento para auxiliar os profissionais a transformarem o processo de aprendizado em algo leve, afetuoso e inovador.

“Neste momento tão desafiador para a educação, em que os profissionais estavam sem atividades presenciais, esperamos deixar muita alegria, renovação de energia e de positividade. Além disso, queremos semear esse estímulo à leitura de diversas maneiras, por isso, montamos a peça com base na obra literária, as próprias cenas têm o livro como elemento-chave e a história é extremamente conectada com essa motivação, já que fala sobre a busca de ser poeta”, explicou Daniele Yanes, idealizadora do projeto.

A Professora Joana Gonçalves, do Núcleo Avançado de Educação Infantil Angela Fernandes, participou da oficina e contou que a formação auxiliou o seu autoconhecimento.

“Foi um momento de entender a forma como posso lidar com as minhas emoções e também para conhecer melhor as minhas crianças. A todo momento eu estava pensando como todas as dinâmicas apresentadas me permitem não só fazer um trabalho pedagógico diferenciado, como conhecer, porque nenhum trabalho é deslocado do afeto, do sentimento e do que as crianças transmitem para a gente, pontuou.

A iniciativa é patrocinada pela Enel Distribuição Rio e pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo