Prefeito Axel Grael assina ordem de início das obras de macrodrenagem de Charitas

Na manhã desta quinta-feira (9), o prefeito de Niterói, Axel Grael, assinou a ordem de início das obras de macrodrenagem em Charitas, na Zona Sul da cidade. Com prazo de 5 meses para execução e investimento de R$ 6.638.855,30, a intervenção promete melhorar o escoamento das águas das chuvas no local. Na cerimônia, também foi lançado o edital para licitação das obras de drenagem do Barreto, Zona Norte, um investimento de R$ 85 milhões com previsão de 2 anos para execução.

De acordo com Grael, as duas obras serão importantes para a resiliência da cidade.

“Estamos aqui falando de duas intervenções importantes que têm uma expectativa muito grande. É importante falar que todas essas ações que estamos tomando há mais de 10 anos contribuem para a resiliência de Niterói – sejam obras de contenção de encostas, sejam ações de reflorestamento de encostas, drenagem de encostas ou das partes planas da cidade”, afirma.

Segundo o ex-prefeito de Niterói e atual secretário Executivo, Rodrigo Neves, as assinaturas que aconteceram na cerimônia desta quinta são resultado de muitos anos de trabalho e investimento.

“Pegamos uma cidade sem resiliência, nós investimos R$ 700 milhões em obras de encostas. Niterói hoje é um exemplo de Defesa Civil, tem sistema de pluviômetro, radares, sirenes. Obras que não aparecem, mas que salvam vidas. Investimos em drenagem e macrodrenagem onde ela não existia. Agora, é ampliar a macrodrenagem onde ela já existe. Aí entra Charitas e o Barreto”, ressalta.

A obra de macrodrenagem em Charitas será executada na Avenida Prefeito Sylvio Picanço e na Rua Joaquim Peixoto, no trecho próximo à garagem subterrânea. A extensão da obra é de 389,5 metros. Serão utilizadas galerias de concreto armado de até 2,5m x 1,2m e tubos de PVC rígidos para uma drenagem eficiente. As águas pluviais vão para o canal próximo à Praça do Rádio Amador.

Síndico de um prédio em Charitas, Vinícius Amorim comemorou a ordem de início da obra.

“Essa é uma obra que estamos esperando há muito tempo. Charitas vem sofrendo nos últimos anos em relação às enchentes. O início dessa obra é sensacional”, disse.

O presidente da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento, Paulo César Carreira, também falou sobre a importância da obra para o trânsito de Charitas, assim como no Barreto.

“O trânsito também vai melhorar muito em Charitas e no Barreto, porque quando chover muito nos locais após as obras, o escoamento vai ser rápido”, conta.

Para obra do Barreto, a licitação tem previsão de ser finalizada num prazo previsto entre 45 a 60 dias. As obras devem ser iniciadas dentro de dois meses depois da licitação e terão 7 km de extensão. Além da drenagem, a intervenção englobará pavimentação e reurbanização das calçadas. As obras começarão na Engenhoca, na Rua Vereador José Vicente Sobrinho, avançam entre o Colégio Pedro II e o Ciep Professor Anísio Teixeira, paralelas à Rua General Castrioto, no Barreto, e desembocam na Baía de Guanabara, em uma rede que está sendo construída ao lado do cemitério Maruí.

Para o vice-prefeito, Paulo Bagueira, o edital para a obra do Barreto é uma satisfação pessoal e política.

“Para mim, além de uma grata satisfação pessoal, a obra do Barreto é uma satisfação política e uma grande necessidade. Toda equipe está empenhada para que a gente possa tocar essa obra com velocidade. Na região de Charitas tivemos alguns encontros desde a época do governo Rodrigo. Ter a oportunidade de fazer essas duas iniciativas para a cidade de Niterói, que é de suma importância, é muito bom. As obras de Charitas vão atender os moradores, mas também a cidade como um todo”, conta.

Presenças – Estavam presentes na cerimônia os secretários municipais de Obras, Vicente Temperini; de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa; de Clima, Luciano Paez; de Defesa Civil e Geotecnia, Coronel Walace Medeiros; de Governo, Rúbia Secundino; os vereadores, Anderson Pipico, Andrigo de Carvalho, Renato Cariello e Leandro Portugal; o presidente da Federação das Associações de Moradores (Famnit), Manoel Amâncio, entre outras autoridades.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo