Inovação é discutida em workshop promovido pela Prefeitura de Niterói

Com a presença de cerca de 100 representantes de empresas, startups, universidades, institutos e organizações civis da cidade, nesta sexta-feira (17), a Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (SMCTI), promoveu o terceiro workshop do Ecossistema de Inovação de Niterói. Em uma série que deverá promover quatro encontros, este penúltimo evento teve como resultado a proposta de um plano de ação com o objetivo de fortalecer o ambiente de inovação tecnológica de Niterói.

O evento, que aconteceu na Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL), foi organizado em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Fundação Certi, de Santa Catarina.

Para a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Valéria Braga, a ideia é que o workshop funcione como um ambiente de troca entre os participantes.

“Reunimos pessoas que compõem o ecossistema de inovação de Niterói, ou seja, um ambiente de troca e integração. A ideia é que todos discutam o potencial do município na área da Inovação. Reparamos que a cidade tem muitas iniciativas inovadoras em várias áreas. Só que elas não conseguem acessar diferentes setores e mesmo seus próprios pares. A ideia é fazer com que todos conversem e se integrem e que construam uma governança própria dentro desse ecossistema”, explicou Valéria.

O workshop discutiu as estratégias necessárias para a evolução do segmento de inovação com representantes de vários setores da cidade.

Segundo a coordenadora do Sebrae Leste Fluminense, Juliana Marinonio, este encontro foi muito significativo, já que os participantes do workshop começaram a interagir, participar e, nas palavras dela, “tomar conta do processo”.

“O dia de hoje é muito significativo porque os participantes do workshop começaram a tomar conta do processo. Como o prefeito falou lá no início é uma página em branco, que estamos começando a colorir nesse processo. E temos um longo caminho a percorrer. Algumas iniciativas já estão acontecendo, por exemplo, no dia 29 de março teremos o evento Ecomar, em que discutiremos sobre a economia do mar, focando Niterói. Trazendo para a temática de Saúde, no dia 14 de abril, teremos o fórum do polo de saúde leste fluminense. Vamos nos apropriar desse presente que estamos recebendo. E que possamos tornar Niterói mais humana, mais tecnológica, recebendo todos os prêmios – que são muito justos – de empreendedorismo”, ressaltou a coordenadora.



Já Marcos Dias, coordenador de projetos da Fundação Certi, destacou a importância de montar o processo em um workshop, que pressupõe participação de todos.

“Para trabalhar o ecossistema de inovação é importante que trabalhemos integrando as pessoas e os workshops permitem isso: as pessoas se conectam, buscam projetos em comum. Essa lógica de trabalhar em workshop um plano de ação é para que fortaleçamos esses atores para gerar resultado durante o planejamento”, acredita Marcos.

Em dezembro do ano passado, a Prefeitura de Niterói e o Sebrae assinaram um contrato para fortalecer o ambiente de inovação tecnológica na cidade. Pela parceria, o Sebrae é responsável por mapear, planejar e articular um programa que envolva os setores econômicos com maior representatividade no município e aqueles com potencial de desenvolvimento. Além do encontro desta sexta (17), será realizado mais um workshop, ainda sem data definida.

Fotos: Lucas Benevides

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo