Prefeitura de Niterói participa de discussão sobre governança de dados 

A secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação de Niterói, Valéria Braga, palestrou e mediou a mesa “Governança de Dados para cidades inteligentes, protegidas e inclusivas”, na capacitação “Big Data para Cidades Inteligentes”, na manhã desta terça-feira (18). Com mais de 3 mil inscritos de mais de 500 municípios do Brasil, o curso on-line é gratuito, promovido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e vai até o dia 9 de maio.

De acordo com Valéria, a cada dia as cidades estão gerando uma enorme quantidade de dados e o grande desafio é fazer com que estes sejam integrados e que gerem informações objetivas para apoio à tomada de decisões, formatação de políticas públicas e melhoria de vida dos cidadãos.

“Para potencializar o uso dos dados massivos nas cidades, é fundamental que instituições públicas implementem uma estratégia sólida de governança de dados. Em Niterói, estamos avançando nessa estratégia de gestão de dados com o DataNit”, explicou a secretária.

Valéria dividiu a mesa com a associada sênior de Educação do BID, Gabriela Gambi; o consultor internacional, especialista em transformação digital, cidades inteligentes e desenvolvimento urbano do BID, Mauricio Bouskela; e o chefe executivo de dados da Prefeitura do Rio de Janeiro, João Carabetta. Esta foi a terceira aula do curso, em que foram apresentados exemplos de gestão de dados e melhores práticas do Escritório de Dados do Rio de Janeiro, além de proteção de dados e privacidade.

Sobre o curso – Iniciada no último dia 4 de abril, a capacitação “Big Data para Cidades Inteligentes” é composta de seis aulas virtuais e oito aulas gravadas com experiências da Coreia do Sul. O objetivo é apresentar os temas de Cidades Inteligentes e Big Data para Prefeitos, Secretários, Funcionários Públicos Municipais, explorando os conceitos e possibilidades relacionados ao uso de dados na gestão pública, com o objetivo de despertar o interesse e motivar sua aplicação em benefício do desenvolvimento sustentável e da qualidade de vida dos cidadãos. Além disso, o curso visa compartilhar as melhores práticas e experiências do uso de soluções de Big Data em governos, permitindo que as instituições públicas brasileiras avaliem as oportunidades de adaptarem as experiências bem-sucedidas ao contexto local. Outro desafio da capacitação é a promoção de um diálogo entre especialistas e as cidades brasileiras sobre as oportunidades e desafios do uso de dados na gestão pública, fomentando a troca de conhecimentos e ideias.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo