Secretaria Municipal de Educação realiza II Jornada Pedagógica do Programa Criança na Creche

A Fundação e Secretaria Municipal de Educação iniciaram, nesta quarta-feira (14),  na Sala Nelson Pereira dos Santos, a II Jornada Pedagógica do Programa Criança na Creche (PROCC), reunindo as 20 creches comunitárias conveniadas à Prefeitura de Niterói. O evento tem o objetivo de reforçar o diálogo com as instituições e ampliar a qualidade da aprendizagem, incentivando o corpo docente a estimular experiências com a arte e suas linguagens. O tema é abordado através de debates e de diferentes oficinas. O encontro continua nesta quinta-feira (15), desta vez na Creche Comunitária Dr. March, no Fonseca. 

As creches comunitárias atendem cerca de 2,3 mil crianças nas áreas mais populares do município. Para iniciar a II Jornada, os professores da Rede Débora Assumpção, Liliane Balonecker e Jessé Magalhães fizeram uma apresentação artística. 

Em seguida, foi a vez do secretário de Educação e presidente da Fundação Municipal de Educação, Bira Marques, dar boas-vindas aos profissionais presentes e relembrar a importância da Educação no desenvolvimento da sociedade. Bira ressaltou a importância social que as creches comunitárias desempenham, sobretudo para as crianças em vulnerabilidade social. 

“Sou filho da escola pública, fui aluno da Escola Municipal Rachide da Glória e do Colégio Estadual Aurelino Leal, e acredito que a Educação é um pilar fundamental para a redução das desigualdades sociais, que, infelizmente, ainda são marca da sociedade brasileira. Ter uma educação pública funcionando a pleno vapor é o início de qualquer mudança definitiva no mundo”, declarou.

Para a subsecretária de Programas Educacionais Comunitários, Patrícia Gomes, falar sobre a união da cultura com a educação é essencial. 

“É por meio da arte, da cultura e das múltiplas linguagens estéticas que poderá ser possível uma formação crítica e cidadã dentro das creches comunitárias”, concluiu.

Na sequência, o evento recebeu a mesa “Educação Infantil e Arte: sentidos e práticas possíveis na primeira infância” com participação das professoras doutoras Heloísa Carreiro (FFP/UERJ) e Zóia Prestes (FE/UFF). Heloísa ressaltou a importância da arte como linguagem no período anterior à alfabetização, destacando o quanto é essencial a apresentação das artes visuais para que as crianças iniciem seu processo criativo. Zóia apresentou a perspectiva do psicólogo Lev Vygotsky sobre a importância de um ensino de Arte, em referência a sua obra “A Educação Estética”, de 1926.

No início da tarde, a sala recebeu a atividade cultural “Makulelê e Roda de Capoeira”, com a Creche Comunitária Minha Querência e com o Mestre Buzina, do Grupo Senzala. Além da mesa “Narrativas Docentes”, com equipes das creches comunitárias Minha Querência, Madre Marly Marceline, Jurujuba e Kairós. 

Nesta quinta-feira (15), as atividades continuam na Creche Comunitária Dr. March, no Fonseca, que irá sediar oficinas de yoga, samba, música, dança, brincadeiras de roda, fotografia, hortas escolares e poesia.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo