Niterói sedia 2º Fórum Fluminense de Secretários e Gestores de Trabalho

Secretários e gestores de trabalho de todo o estado se reuniram nesta quinta-feira (15) no Teatro Popular, no Caminho Niemeyer, para discutir as políticas voltadas para o trabalho e geração de renda fluminense. O 2º Fórum Fluminense de Secretários e Gestores de Trabalho (Fortrab), fundado em maio deste ano, tem o objetivo de promover uma troca de experiências entre os municípios e fortalecer a articulação institucional das cidades participantes.

O Fórum debateu o papel dos conselhos e fundos municipais de trabalho para cidades receberem recursos federais. A formalização dos Conselhos e Fundos Municipais de Trabalho foi a pauta principal do evento. OFórum Fluminense de Secretários e Gestores de Trabalho, Carlos Brizola Neto, foi o anfitrião do encontro.

“Aqui em Niterói, estamos elaborando um conjunto de medidas e propostas para a gestão e manutenção da Rede Sine (Sistema Nacional de Emprego). Vamos fortalecer a política de trabalho, emprego e renda no município, com foco na melhoria da qualidade de vida da população. Iremos inaugurar uma loja do Sine no Terminal Rodoviário Presidente João Goulart, com o objetivo de atender cerca de 300 pessoas por dia. Queremos o Sine mais próximo do trabalhador. Vamos colocar um posto avançado do Sine nas 16 administrações regionais da Prefeitura. Para complementar, vamos oferecer uma plataforma digital com atualizações, mais modernas, com mais eficácia na oferta e intermediação de mão de obra”, destacou Brizola Neto.

O secretário municipal de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro, Everton Gomes, destacou a importância do evento.

“Esta pauta é relevante porque os conselhos são o coração da política municipal de trabalho, emprego e renda. Eles são tripartites, reunindo governo, trabalhadores e empregadores. É através deles que as cidades se habilitam a receber recursos federais. Em pouco tempo de atividades do Fortrab, já fomos recebidos pelo ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, para quem entregamos a Carta do Planetário, com a demanda dos secretários e gestores do trabalho por mais investimentos em tecnologia na Rede Sine (Sistema Nacional de Emprego) que debatemos durante lançamento do fórum no mês passado, afirmou Everton Gomes.

No lançamento do Fórum, no dia 12 de maio, no Planetário da Gávea, no Rio, 45 cidades estiveram representadas. Na ocasião, os gestores assinaram a ‘Carta do Planetário’, estabelecendo que a qualificação profissional e a modernização tecnológica da Rede Sine serão os dois grandes eixos de atuação do grupo. A Carta do Planetário destacou “a importância de o Estado do Rio de Janeiro otimizar a alocação de recursos para aprimorar a qualificação e capacitação dos seus trabalhadores. A eficácia das políticas públicas depende de diagnósticos, formulações, implementações e avaliações realizadas pelos órgãos dos municípios, devido à sua proximidade com a realidade socioeconômica local. Esse processo garante a melhor utilização dos recursos públicos e uma política pública mais bem-sucedida”.

Das 92 cidades do estado do Rio de Janeiro, quatro têm conselhos e fundos municipais de trabalho: Niterói, Rio de Janeiro, Belford Roxo e São João de Meriti. No município de Nilópolis, cuja pasta de trabalho é comandada pelo presidente do Fortrab, Dudu Amorim, está em fase de criação, faltando apenas abertura do CNPJ e da conta bancária. O próximo Fórum Fluminense de Secretários e Gestores de Trabalho será dia 05 de julho, em Itaguaí.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo