Projeto “Niterói Empreendedora – Uma Cidade de Oportunidades” é destaque em evento do Sebrae

As iniciativas da Prefeitura de Niterói de Niterói para estímulo à atividade econômica da cidade foram destaque nesta quarta-feira (02) no evento Transformar Juntos, do Sebrae. O encontro nacional, que reúne gestores públicos de todo o País, também marcou o lançamento da edição 2023 do prêmio Prefeito Empreendedor. Durante painel com outros chefes do Executivo, o prefeito Axel Grael falou sobre a experiência do município como vencedor do prêmio em 2022.

Considerado o maior evento nacional de políticas públicas do País, o Transformar Juntos está discutindo temas como simplificação do processo de abertura de empresas, inovação para governos e compras públicas de micro e pequenas empresas e produtores locais. Durante o evento, foi lançada a edição 2023 do Prêmio Prefeito Empreendedor. Vencedora em 2022 com o projeto “Niterói Empreendedora – Uma Cidade de Oportunidades”, a Prefeitura de Niterói foi apresentada como referência para as administrações municipais que vão concorrer este ano.

Ao lado de João Campos, prefeito de Recife (PE), Renato Rezende, prefeito de Pilar (AL), e de Flávio Rodrigues, prefeito de Divinópolis do Tocantins (TO), o prefeito Axel Grael destacou a aposta que o município está fazendo em apoiar a população mais vulnerável e os pequenos e médios empreendedores como estratégia para o desenvolvimento com sustentabilidade de justiça social.

“O prêmio que Niterói conquistou em 2022 foi um reconhecimento aos esforços do município não só para estimular a economia durante a pandemia da Covid-19, mas também no pós da crise sanitária. A mentalidade que tivemos, na época, de priorizar a saúde e a economia, a gente mantém, porque a Prefeitura segue trabalhando em frentes que beneficiem todos os setores da cidade. O Banco Comunitário Arariboia, por exemplo, que está no projeto vencedor, é parte fundamental da nossa Moeda Arariboia, um programa de enorme sucesso que atrela auxílio à população vulnerável e desenvolvimento do comércio local”, comentou.

Para uma plateia de 3 mil pessoas, o prefeito falou também sobre os resultados da Moeda Arariboia. Criado em 2021 e ampliado em junho, o programa permanente de transferência de renda atende cerca de 92 mil pessoas em Niterói. Em circulação há um ano e meio, a moeda social já tem duas milhões de transações comerciais realizadas.

“A Moeda Arariboia tem um papel muito estratégico para nós, porque além de garantir comida na mesa de milhares de famílias, movimenta a economia da cidade. Os R$ 150 milhões que fizemos circular com a moeda beneficiaram também cerca de 5 mil estabelecimentos comerciais. E recentemente aumentamos o número de pessoas recebendo o valor do programa: agora são 37 mil famílias”, pontuou.  

Sobre a Moeda Arariboia – A Moeda Social Arariboia faz parte do Programa Municipal de Economia Solidária, Combate à Pobreza e Desenvolvimento Econômico e Social de Niterói, que tem entre seus objetivos o combate às desigualdades sociais e a possibilidade de se produzir e consumir dentro de um bairro ou município. Com a ampliação do programa, mais de 90 mil pessoas são beneficiadas por um investimento mensal de R$ 16,5 milhões. O desenvolvimento social das comunidades é outro papel que as moedas sociais cumprem e que permite a criação de um mercado complementar com a possibilidade de se produzir e consumir dentro de um bairro ou município. Com a Moeda Social Arariboia, ganha o usuário que tem uma renda para necessidades básicas, como alimentação e farmácia, e o comerciante, que vê na moeda uma forma de ampliar a receita.

Sobre o projeto – “Niterói Empreendedora – Uma Cidade de Oportunidades” reuniu programas e iniciativas criadas pela Prefeitura de Niterói durante a pandemia da Covid-19 para manter a atividade econômica no município, como o Empresa Cidadã, que auxiliou as empresas com recursos para o pagamento da folha de funcionários, além de programas de crédito a juro zero como o Niterói Supera, Supera Mais e Supera Mais Ágil. Outra iniciativa apresentada foi a Plataforma Digital de Novos Negócios, disponibilizada de forma gratuita para desburocratizar e ajudar no desenvolvimento de novos empreendimentos na cidade. Foram avaliados ainda espaços como o Núcleo de Atendimento ao Empreendedor (NAE) e a Casa do Empreendedor.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo