Equipes do POP intensificam trabalho de comunicação com moradores do entorno da Lagoa de Piratininga

O trabalho de comunicação social junto aos moradores do entorno da Lagoa de Piratininga tem sido realizado pelas equipes do PRO Sustentável e pelas que atuam nas obras do Parque Orla Piratininga (POP) Alfredo Sirkis. A ação, que teve início com o processo de implantação do parque, é fundamental para o esclarecer a comunidade em relação ao andamento das intervenções e diminuição dos impactos locais provocados pela presença do canteiro de obras, operários, máquinas, alterações do trânsito, bloqueio de passagens, reconstrução de pavimentação, supressão de vegetação, sistemas de água e esgoto e drenagem, entre outros.  

Coordenador das obras do POP, o arquiteto e urbanista Renato Esteban explica que o trabalho de comunicação é realizado diariamente, de porta em porta, transmitindo e elucidando dúvidas sobre as etapas das obras, as estruturas a serem implantadas no parque, o cronograma, os possíveis impactos e benefícios que o empreendimento trará para a comunidade e região, além de buscar ideias e soluções vindas dos próprios moradores.

“Estas obras oferecem grandes transformações locais e interferem drasticamente sobre o cotidiano da comunidade, a comunicação social, além de ter como missão a interlocução com a população diante estas intervenções, visa a compreender todo o cenário existente e gerir o processo de ambientação com novo contexto urbano, social e ambiental provocado pelas intervenções”, enfatiza.

Renato Esteban ressalta que todo trabalho é realizado pela equipe técnica da Unidade de Gestora de Projetos (UGP)/Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) em parceria com a Administração da Região Oceânica, através de profissionais especializados nas áreas de biologia, arquitetura e urbanismo, e engenharia, bem como com a participação da empresa responsável pela implantação da obra. De acordo com ele, além do trabalho porta a porta, também são entregues folders impressos e eletrônicos, foram instaladas placas informativas, além de publicações nas redes sociais.

O Parque – O POP, que está sendo implantado pela Prefeitura de Niterói, contempla a recomposição vegetal da orla da Lagoa, abrangendo uma área de mais de 150 mil metros quadrados e a implantação de cerca de 10 quilômetros de sistema cicloviário ao longo de toda a orla, além de espaços para lazer e esporte. A previsão é que todo o trabalho esteja concluído em setembro de 2022.

As obras do Parque, que integram o Programa Região Oceânica Sustentável (PRO Sustentável), encontram-se em implantação, nas vertentes de infraestrutura verde e paisagismo, urbanização e edificações. Na primeira, estão sendo implantados os jardins filtrantes, que se constituem em ações inovadoras na linha de Soluções baseadas na Natureza, adotadas em países que vêm privilegiando a proteção do meio ambiente. Essas estruturas, além de comporem paisagisticamente o ambiente, tratam as águas dos rios e de escoamento superficial antes de aportarem à Lagoa de Piratininga.

Na segunda vertente, já foram iniciadas as obras para requalificação da via Chico Xavier e a implantação da ciclovia e caminhos de pedestre no entorno da Lagoa de Piratininga. Além disso, serão implantadas praças com equipamentos de esporte, lazer, mirantes e um centro ecocultural, na antiga área do Iate Clube de Piratininga.

A coordenadora do PRO Sustentável, Dionê Marinho Castro, destaca que a implantação do POP auxiliará no processo despoluição da Lagoa e que o projeto vai permitir restabelecer novo equilíbrio socioambiental no entorno da Lagoa, e juntamente com os outros projetos integrantes do PRO Sustentável irá colaborar para  fomentar a atividade pesqueira na região, possibilitará a abertura de espaços multifuncionais com equipamentos de lazer para a população, áreas de contemplação e de aproximação da população com a Lagoa de Piratininga.

“Além disso, a abertura do parque permitirá intensificarmos ações voltadas para a educação ambiental, ecoturismo e gestão de resíduos sólidos. Um dos grandes diferenciais do projeto é a implantação deste sistema de gestão de águas pluviais composto por bacias de sedimentação, jardins filtrantes, jardins de chuva e biovaletas para a captação e tratamento das águas provenientes do escoamento superficial, dos rios e da rede de drenagem das principais bacias contribuintes à Lagoa de Piratininga. O projeto do POP foi dividido em nove trechos de acordo com as características de cada local e as obras seguem avançando regularmente”, afirma.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo