Alunos do Espaço Nova Geração em Niterói treinam com uma das principais atletas de tênis de mesa do Brasil

Valesca Maranhão, que também foi técnica do mesatenista Hugo Calderano, integra a equipe do projeto

Uma das principais atletas do tênis de mesa brasileiro, integrante da equipe que disputou os Jogos Pan-Americanos de Mar Del Plata, em 1995, a mesatenista Valesca Maranhão está emprestando o talento e experiência para as crianças e jovens que participam do projeto Espaço Nova Geração, que faz parte do Pacto Niterói Contra a Violência. O programa municipal oferece 1.200 vagas gratuitas em cursos como teatro, inovação e construção de móveis, além de práticas esportivas no contraturno escolar para crianças e jovens entre 6 e 29 anos.

O Espaço Nova Geração funciona nos Cieps municipalizados Anísio Teixeira, no Fonseca, e Ester Botelho, no Cantagalo. Lá, crianças e jovens podem, fora do horário escolar, praticar esportes, realizar cursos de capacitação profissional e desenvolver projetos culturais.

Duas vezes por semana, Valesca Maranhão se dedica a ensinar tênis de mês para as crianças e jovens do projeto. Ela já foi técnica de um dos principais atletas brasileiros da atualidade, Hugo Calderano, que disputou as olimpíadas de Tóquio, numa participação histórica.

“Não foi difícil treinar o Hugo porque ele é um talento nato. Hoje, fazendo esse trabalho no Espaço Nova Geração, sinto um grande prazer em passar toda a minha experiência para a garotada. O esporte socializa e modifica vidas, integra e pode realmente transformar a vida das pessoas. Por isso é tão importante esse projeto da Prefeitura de Niterói. Quando crianças e jovens estão no esporte, sonham com novas perspectivas e vislumbram um futuro. Sempre procuro passar isso para os alunos, e quem sabe não surge no Espaço Nova Geração literalmente uma nova geração de tenistas de mesa? É muito gratificante”, fala a atleta.  

Aos 14 anos, Rafael Freitas pratica tênis de mesa, futsal e basquete e tem aulas de teatro, dança urbana e black dance no Espaço Nova Geração do Cantagalo.

“Gosto de praticar tênis de mesa e já aprendi a postura correta para o jogo. Também adoro participar dos outros esportes. É muito melhor do que ficar em casa vendo televisão. Espero aprender e participar de competições”, disse.

Mariana Pereira da Silva tem 12 anos e faz aulas de zumba, handebol e tênis de mesa, o esporte que mais gosta.

“É muito legal poder participar e aprender o tênis de mesa com os professores que já participaram de campeonatos. Eles entendem de tudo do esporte e incentivam a gente”, disse Mariana.

Reforma – Os CIEPs Esther Botelho e Anísio Teixeira, que ficaram fechados durante 15 anos, foram municipalizados e reformados pela Prefeitura de Niterói. As obras incluíram reforma dos dois espaços, substituição das instalações de gás, de incêndio, de esgoto sanitário e águas pluviais, hidráulica, elétrica e do sistema de ar condicionado. Foram trocados os revestimentos em argamassa de cimento e azulejos, tijolos danificados, divisórias dos sanitários, cobertura das telhas, forros e refeita a impermeabilização de toda a edificação, assim como os sanitários, portas de janelas e os aparelhos de iluminação. As áreas externas dos CIEPs receberam tratamento paisagístico, e o mobiliário das unidades é todo novo.

“A ideia é incentivar e atrair os alunos para que participem de diversas modalidades. O objetivo da Prefeitura é cada vez mais inseri-los num ambiente em que possam aprender, interagir e buscar seu espaço, se achando dentro das diversas propostas apresentadas. São experiências que irão carregar para o resto da vida e farão diferença no seu futuro. O esporte socializa, integra e ajuda a construir”, explica Barbara Siqueira, coordenadora geral do Projeto Espaço Nova Geração.

Dupla de tênis de mesa – Valesca dá aulas nos núcleos do Cantagalo e Fonseca ao lado de Bruno Vital.

“O projeto tem uma veia social e acreditamos que não só as crianças, mas também os seus pais, podem praticar o esporte. Todos em algum momento já tiveram contato com o pingue-pongue, que é totalmente diferente do tênis de mesa. Com os alunos, nós estimulamos o cognitivo e psicomotor, mostrando essa diferença entre o tênis de mesa e o pingue-pongue. Para eles é uma vivência inesquecível que, quem sabe, pode levar ao surgimento de um craque no esporte”, avaliou Bruno Vital.

Maíra de Melo Cabral Mattos, educadora do espaço Nova Geração do Cantagalo, conta que as atividades envolvem também a família dos alunos, inclusive aos fins de semana.

“O local virou também um ponto de integração entre as famílias. Todos os esportes e os horários das aulas são definidos de acordo com as demandas da própria comunidade. O Cantagalo tem cerca de 9 mil moradores. O Espaço Nova Geração é um local de entrosamento”, destaca.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo