Pacto Niterói Contra a Violência faz evento sobre cidadania em Maria Paula

A Prefeitura de Niterói levou, neste sábado (18), diversas ações de cidadania a centenas de jovens, adultos e crianças, que participaram de inúmeras atividades esportivas, recreativas, ambientais, sociais, entre outras, na Praça Tancredo Neves, em Maria Paula. O evento “Com Vivências para a Cultura da Paz” foi o primeiro neste modelo realizado pelo Pacto Niterói Contra a Violência. Ao longo de 2023, serão mais quatro edições que acontecerão em regiões diferentes da cidade, com o objetivo de levar serviços diferenciados para as comunidades.

Com investimentos municipais de R$ 304 milhões, o Pacto Niterói Contra a Violência atua em 18 projetos nos eixos de Prevenção; Policiamento e Justiça; Convivência e Engajamento dos Cidadãos; e Ação Territorial Integrada.

As atividades foram gratuitas e aconteceram de forma multidisciplinar, com a participação de diversas secretarias e administrações regionais. O objetivo foi apresentar aos moradores as Políticas Públicas de Cultura da Paz; estimular a boa convivência, o respeito à diversidade e à democracia como valores fundamentais para a construção da paz; e oferecer serviços e atividades culturais, esportivas, educativas, ambientais e sociais gratuitas.

“Temos no Pacto Niterói Contra a Violência um projeto de governo. Essa é a importância de um dia como hoje, pois o Pacto engloba ações e programas não só de combate à violência, mas também nos eixos social e de prevenção. Essa proposta de hoje mostra a importância da boa convivência, apresenta noções de cidadania e estimula a Cultura da Paz. Essa convivência de hoje e todas as outras atividade e ações nos mostram que estamos no caminho certo”, destacou o gestor executivo e coordenador geral do Pacto, Paulo Henrique de Moraes.

A professora Graça Raphael, coordenadora do Pacto Niterói Contra a Violência, esteve presente em todas as ações, que começaram com um momento ecumênico e inter-religioso sobre a Cultura da Paz.

O evento teve três tendas. Foram realizadas atividades com barracas como venda de artesanato e alimentação. As tendas tiveram atividades em horários diferentes. Foi montada uma mini-pista com “Educação para o Trânsito”. A Nittrans ensinou noções sobre o trânsito para as crianças.

O evento contou ainda com oficina de redução de danos (Fundação Estatal de Saúde). A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) prestou serviços como orientação sobre prevenção do câncer de cólo do útero e de mama, calendário vacinal do público feminino, e distribuição de preservativos e orientações sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Houve ainda um posto da Defesa Civil itinerante; entrega do Estatuto da Juventude; orientação jurídica e sobre segurança pública; e orientações sobre comunicação para colaboradores da área da Saúde no atendimento a gestantes e puérperas. 

Acessibilidade- A Secretaria de Acessibilidade também participou do evento com diversos serviços ao público como orientação e inscrição no programa Ponto a Ponto. O serviço visa auxiliar o transporte de pessoas com deficiência físico-motora e/ou múltipla que residam e realizem tratamento em Niterói nas instituições conveniadas. Desde quando o programa foi criado, mais de 4 mil pessoas já foram beneficiadas.

Também foi possível obter orientação e inscrição para o CEVE (Cartões de Estacionamento para Vaga Especial). A Secretaria de Acessibilidade organizou uma oficina de Libras e ofereceu inscrição para a participação no programa Ecotur sem Barreiras, uma parceria com a Neltur e o Clube Niterói de Montanhismo, que oferece trilhas da cidade para pessoas com dificuldade de locomoção e com cadeira adaptada.

Outras atividades do Pacto Niterói Contra a Violência: 

Mediação de conflitos – O Pacto Niterói Contra Violência está levando a Mediação de Conflitos Comunitária para as comunidades, como forma de prevenção de crimes, como lesão corporal e ameaças. O Programa Rede Mediar lançou o Desatando-nos, em que especialistas escrevem texto trazendo à tona os tipos e benefícios da Mediação e, ainda, respondem em vídeos as principais dúvidas das lideranças comunitárias e religiosas.

Espaço Nova Geração – As crianças e os jovens também são protagonistas na prevenção à violência. Em dois bairros da cidade, eles ganharam o Espaço Nova Geração. A Prefeitura revitalizou os CIEPs do Fonseca e do Cantagalo. Neles, 1.205 crianças têm aulas de esportes, música, multimídia, arte, literatura, dentre outras atividades.

Programa EcoSocial – Lançado em 2019, o Niterói Jovem EcoSocial é um programa desenvolvido pela Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal de Participação Social, que visa promover a inclusão social de jovens em situação de vulnerabilidade social, com idades entre 16 e 24 anos, de forma qualificada. A ideia é desenvolver habilidades sociais e competências profissionais, por meio de capacitação técnica profissionalizante, elevando o potencial de empregabilidade dos participantes. Os jovens passam por um curso de capacitação na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e, posteriormente, fazem atividades de campo nas áreas de reflorestamento; ações preventivas a queimadas e sinalização de trilhas da cidade, entre outras, com remuneração e auxílio transporte. O Programa está na segunda edição e atende cerca de mil jovens.

Para ampliar a participação da população, a Prefeitura disponibilizou o site pactocontraaviolencia.niteroi.gov.br. Nesta plataforma, encontram-se todos os projetos e programas e os canais de comunicação que recebem as sugestões dos moradores.

Fotos: Luciana Carneiro

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo