Prefeito de Niterói abre 1º Fórum Polo Saúde Leste Fluminense

O prefeito de Niterói, Axel Grael, abriu o 1º Fórum Polo Saúde Leste Fluminense nesta sexta-feira (14). Com o tema “A Segurança do Paciente: Uma Década de Desafios e Avanços”, o encontro reuniu uma série de profissionais de saúde da cidade, bem como empresários do setor, e aconteceu na Associação Médica Fluminense (AMF). 

Axel ressaltou o crescimento do setor médico na cidade, principalmente depois de 2013.

“Há pouco mais de uma década, a saúde privada de Niterói tinha cerca de 200 leitos. Vários hospitais tradicionais foram fechados, como o Santa Mônica, a Maternidade São Paulo e a Clínica Santa Juliana.  Cientes do desafio de voltar a crescer a rede de saúde e aumentar a disponibilidade de leitos, a Prefeitura de Niterói aumentou os incentivos ao setor. Reduzimos de 5% para 2% a alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS) das empresas prestadoras de serviços de saúde. A medida surtiu efeito e grandes empreendimentos da área começaram a surgir na cidade e os já existentes foram ampliados e hoje a cidade conta com quase 2 mil leitos”, afirmou o prefeito.

Axel também falou sobre os investimentos da Prefeitura de Niterói na rede municipal de Saúde. O eixo de Saúde do Plano Niterói 450 está executando um pacote de investimentos de R$ 260 milhões na área e a reforma de mais de 60 unidades de saúde já está em andamento. O prefeito informou ainda que a Secretaria Municipal de Saúde também convocou mais de 1.800 profissionais de saúde aprovados em concursos públicos para atuação nas unidades do Programa Médico de Família, Caps, policlínicas e unidades básicas.

A mesa de abertura contou também com a presença de Vinícius Queiroz, presidente do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde de Niterói e São Gonçalo (Sindhleste); Zelina Caldeira, presidente da AMF, Alan Castro, diretor do Polo Saúde Leste Fluminense; e Luiz Césio Caetano, vice-presidente da Firjan. 

Outro ponto abordado no evento foi a importância do eixo da saúde no ecossistema de inovação Niterói, uma iniciativa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Fundação Certi, de Santa Catarina. Em palestra, a coordenadora do Sebrae Leste Fluminense, Juliana Marinonio, informou que o projeto pretende tornar Niterói mais humana e mais tecnológica em um ambiente inovador de troca e integração.

Também estava presente o vice-presidente de Atenção Hospitalar da secretaria municipal de Saúde, Ramon Lorenzo, que palestrou sobre o papel da Vigilância Sanitária.  

Fotos: Lucas Benevides

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo