Pacientes da Maternidade Municipal Alzira Reis serão atendidas no Huap

Na noite desta segunda-feira (17), a Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, assinou um convênio com o Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap), para que o hospital acolha gestantes da Maternidade Municipal Alzira Reis a partir do dia 2 de maio. A cooperação técnica e operacional terá duração de um ano ou mais e tem como objetivo suprir a demanda da maternidade enquanto a unidade passa por reformas.

O objetivo da reforma é modernizar e ampliar a Maternidade, que passará a contar com uma Unidade de Cuidados Intermediários para recém-nascidos, com seis leitos, conforme informações do prefeito de Niterói, Axel Grael. 

“É uma obra grande, com muitas intervenções, que vão trazer mais conforto no atendimento às grávidas da cidade. Enquanto a unidade passa pelas obras, ninguém ficará sem os serviços oferecidos normalmente pela Maternidade, já que fechamos essa parceria com o Huap”, afirma. 

O prefeito, ainda, destaca a importância da Maternidade para saúde da cidade, pois, em seus quase 20 anos de funcionamento, foram realizados cerca de 30 mil partos na instituição, sendo que mais de 70% foram normais.

A secretária municipal de Saúde, Anamaria Schneider, fala da importância da parceria com o Huap e da realização das obras na maternidade.

“A maternidade é uma importante unidade da rede municipal de saúde, em que realiza um trabalho de qualidade e acolhimento às gestantes. Com as obras de reforma e ampliação vamos garantir um atendimento mais qualificado para a população e para os profissionais. Neste momento, o convênio com o HUAP é fundamental para garantirmos a permanência da assistência às pacientes no período de obras, com o mesmo perfil de atendimento e qualidade”, afirma a secretária.

Serão disponibilizados 20 leitos no total. O Huap também receberá as equipes médica e multiprofissional da Fundação Municipal de Saúde de Niterói, totalizando 186 profissionais. O Hospital será responsável por gerenciar o cuidado prestado às gestantes e aos recém-natos, atuando nas áreas administrativa, assistencial e de ensino.

A superintendente do Huap, Veronica Alcoforado, enfatiza que a cooperação entre as instituições traz muitas vantagens para ambas, já que o hospital não só cumpre com seu papel social e como ente da rede de saúde da região, como amplia o campo de prática para o ensino, pesquisa e extensão. 

“É uma cooperação muito interessante que traz para a instituição a perspectiva de que alunos de graduação e pós-graduação possam vivenciar o atendimento realizado às gestantes, bem como realizar pesquisas. Então, é bastante adequado que possamos ter toda uma linha de cuidado que otimize não só o risco habitual de gestantes, assim como a gestação de alto risco que tradicionalmente foi objeto do Huap”, salienta.

Segundo o reitor da UFF, professor Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, a integração da Maternidade Alzira Reis ao Huap, neste período de obras da unidade municipal, representa a sensibilidade da Prefeitura para a continuidade do atendimento às mães e celebra um dos pilares da Universidade – espaço de trocas e de conhecimentos a serviço do povo. 

“Além disso, a cooperação permitirá a especialização e qualificação dos profissionais e estudantes da área de saúde, visto que a Alzira Reis realiza partos de baixa complexidade e a do Huap lida com os de alta complexidade, que oferecem maiores riscos”. 

Com a parceria, espera-se também que haja mais pesquisas com base nas características das pessoas atendidas pelo SUS, o que pode contribuir para novos programas e projetos com retorno direto para a sociedade, ressalta o reitor.

Como procurar atendimento – As pacientes devem dirigir-se à emergência do Huap a partir do dia 2 de maio, pela entrada lateral pela Rua Princesa Isabel. No local, haverá uma equipe de acolhimento específica para atender as gestantes e fazer o direcionamento para o espaço correspondente a sua necessidade.

Foto: Alex Ramos 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo