Prefeitura de Niterói lança projeto de promoção à saúde nas escolas municipais

A Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Educação e da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou as ações do Projeto EducaSaúde, na manhã desta quarta-feira (09), na UMEI Governador Eduardo Campos, em Maria Paula. As crianças da unidade passaram por atualização da caderneta de vacinação e ações de combate à obesidade e desnutrição infantil. A iniciativa também contempla cuidado oftalmológico e acompanhamento sistematizado das crianças com deficiência. As ações, que serão divididas em quatro etapas, acontecerão em todas as unidades escolares da Rede.

Nilson Gomes, 36 anos, tecnólogo em radiologia, acompanhou a filha Milena Aguiar, de 4 anos, durante as ações do projeto.

“É excelente a vacina chegar até a minha filha aqui na escola, já resolve tudo de uma vez só. Ela já se imuniza logo e fica protegida. É muito mais prático né? Eu acho ótimo também ela desde cedo saber da importância da vacina, pois a gente já está acostumado desde a nossa infância e é bom poder passar isso para ela também”, afirmou.

A primeira etapa do EducaSaúde será a vacinação das crianças. Os profissionais de saúde vão avaliar e atualizar o esquema vacinal das crianças, melhorando a cobertura de vacina no município com foco na primeira infância na Rede Municipal e Creches conveniadas. Serão vacinados todos os estudantes com autorização dos responsáveis.

Camila Menezes, mãe do aluno Isac, de 5 anos, elogiou a iniciativa e teve a oportunidade de atualizar a vacinação do filho.

“Considero a imunização dos meus filhos muito importante e essa oportunidade de vacinar na escola é ótima. Aproveitei para atualizar a caderneta, verificar peso e altura e estou saindo daqui muito feliz”, contou.  

Na segunda etapa do programa, que acontece concomitantemente com a primeira, será a vez da antropometria, com ações coordenadas dentro da linha de cuidado e prevenção à obesidade e à desnutrição infantil. Para isso, serão coletados e observados dados como: medidas, peso e altura. Todas essas informações serão cadastradas em uma ficha e as crianças que necessitarem de atendimento serão encaminhadas para um acompanhamento mais detalhado em uma unidade de saúde.

A secretária municipal de Saúde, Anamaria Schneider, agradeceu o apoio de todos os profissionais envolvidos no projeto e ressaltou a importância das ações de saúde integradas com a educação.

“Com essa ação reforçamos o trabalho de prevenção e promoção à saúde nas escolas. Todos nós sabemos que a escola tem um papel fundamental na vida das pessoas e temos toda uma equipe de saúde preparada para realizar esse projeto. A integração entre a Educação e a Saúde é muito importante para que esses dois direitos fundamentais possam sempre andar lado a lado pelo desenvolvimento dos estudantes de todas as idades”, afirmou a secretária.

Segundo o secretário de Educação e presidente da Fundação Municipal de Educação, Bira Marques, a integração entre a Educação e a Saúde impacta diretamente na qualidade de vida das crianças, jovens e adultos.

“É fundamental essa parceria entre a Educação e a Saúde, porque são duas políticas públicas que estão mais perto dos bairros, das comunidades. Temos o papel de garantir que nossas crianças tenham um desenvolvimento saudável para potencializar o aprendizado delas nas salas de aula. Além do cuidado com a saúde que está sendo reforçado hoje com esse projeto, a escola construiu um caminho com as crianças sobre a importância da vacinação, ajudando a criar uma consciência crítica, que é o papel da educação. Isso tem um valor muito grande”, disse o secretário.

Para a terceira etapa, o foco será a acuidade visual, com exames de vista capazes de avaliar as dificuldades de visão de alguns alunos e a necessidade do uso de óculos de grau. Após triagem, o estudante será encaminhado para consulta oftalmológica. Caso haja necessidade, os óculos serão fornecidos. Os exames serão destinados para Educação Infantil e Ensino Fundamental (regular e EJA).

Finalizando o programa, a quarta etapa inclui o encaminhamento de criança com deficiência para atendimento no Sistema de Saúde, a fim de avaliar as principais necessidades e urgências desses estudantes, para assim contribuir de forma eficaz com o seu desenvolvimento e formação. Serão incluídos nessa fase serviços de saúde mental e reabilitação.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo