Icaraí recebe corredor de árvores de pau brasil

A partir desta quarta-feira (06), uma quadra da rua Otávio Carneiro se tornou um corredor de árvores pau brasil. A Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), realizou uma ação de plantios sequenciais para a readequação de espécies que estavam danificando o passeio público e prejudicando a tubulação dos prédios da região. Além disso, o procedimento também substituiu árvores que foram podadas de forma inadequada pela ENEL junto à fiação aérea. A operação, que contou com o apoio da população, foi fruto da união entre a Nittrans e a Administração Regional de Icaraí, Seconser e Enel.

A iniciativa, que foca em fazer essa adequação técnica para promover segurança, também proporciona um alinhamento estético e um “verde” de qualidade na cidade. A secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, comentou sobre a importância desse trabalho de repensar a estrutura da cidade.

“Aqui, na Otávio Carneiro, estamos fazendo uma ação técnica de plantios sequenciais de sete árvores. Esse trabalho é necessário porque Niterói tem uma guilda arbórea antiga e algumas escolhas equivocadas de espécies, mas que precisa ser mantida porque forma a grande parte da composição arbórea da cidade. A Prefeitura vem desenvolvendo, desde 2013, a adequação dessas espécies e, quando há a necessidade, a substituição das mesmas por árvores nativas da Mata Atlântica”, explicou a secretária.

Após o estudo da flora local, a Seconser evita plantar espécies como amendoeiras, flamboyant, figueiras e realiza a readequação gradativa da guilda arbórea da cidade. A secretaria faz esse serviço a partir do programa Verdes Notáveis, dá prioridade para mudas de Pau Brasil, Pau Ferro, Sibipiruna, Oiti, Araçá e Pitanga, entre outras, que não conflitem com o mobiliário urbano.

O subsecretário de Arborização Urbana, Alexandre Moraes, destacou a importância da união entre o setor público e a população para a realização desse processo de readequação.

“Nessa rua, em particular, os síndicos fizeram a solicitação da poda para as equipes da Seconser. Após analisar a situação, identificamos sete árvores com um problema sério de fitossanidade comprometida e desequilíbrios muito graves que causariam um acidente muito em breve, se não tivesse uma ação de retirada. Outros problemas que observamos foram as podas inadequadas que são feitas pela Enel junto à fiação aérea, que representa um entrave muito grande contra a arborização. Como solução, apresentamos uma lista de árvores e os moradores participaram do processo de escolha. Levamos um grupo para conhecer uma muda de pau brasil que foi plantada em outra quadra da Otávio Carneiro, explicamos como funciona o arranque de crescimento e como essa espécie se adequaria às particularidades da região. No fim, a maioria optou pela espécie.”, explicou o subsecretário.

A síndica Maria Augusta, que é moradora de um dos prédios afetados pela situação, comentou sobre a ação da Seconser.

“Quando nós mandamos para a Prefeitura o nosso pedido para as podas, o pessoal da Seconser esteve aqui conosco, fizeram uma análise das nossas árvores e viram que a nossa segurança estava muito precária. Descobrimos que as raízes de uma das amendoeiras, que foi retirada hoje, está entupindo a nossa tubulação de esgoto. A partir daí nós traçamos um plano e comunicamos os moradores e síndicos de toda a região sobre a substituição”, compartilha a moradora.

A readequação das espécies envolveu a Administração Regional de Icaraí, a Nittrans e a Enel. O administrador regional de Icaraí, Alessandro Junqueira, também acompanhou a operação e reforçou a importância de realizar a ponte entre as reivindicações dos moradores para outros órgãos da Prefeitura.

“Bairros como Icaraí e São Francisco, que tem muita densidade demográfica, demandam muita atenção. Acompanhamos a queixa dos moradores da rua Otávio Carneiro e, junto da Seconser, estamos desenvolvendo e explicando o porquê da retirada dessas árvores. Com certeza, a partir de hoje, muita gente vai ficar mais tranquila no seu dia a dia, sobretudo quando chove. Vamos seguir com essa parceria melhorando a qualidade de vida da região”, destacou o administrador.

A Seconser reforça que as equipes são sempre direcionadas a agir em prol da preservação da vegetação, mas que a segurança e o patrimônio da cidade são prioridades. Retirar uma árvore é o último recurso, que sempre é acompanhado do plantio de outro exemplar no mesmo local ou região. Niterói tem 1 árvore para cada 8,13 habitantes em sua área urbana. Em 2024, a Prefeitura vai triplicar o número de árvores plantadas por mês, com 2.000 novas mudas nas ruas e praças da cidade.

Além disso, a secretária Dayse Monassa reforça que o planejamento da Seconser é avançar essa readequação para outras ruas da região.

“Nessa primeira etapa, vamos plantar sete árvores nesta rua. Acabando essa sequência, vamos para a rua Fagundes Varela, que é uma rua em que a guilda arbórea é muito comprometida pelas podas recorrentes da Enel. As árvores deixaram de exercer a sua função, não só estética, mas como árvore mesmo. Vamos fazer acerto de calçadas, distanciamento de golas e plantios em grande escala”, reforça a secretária.

Em complemento ao programa Verdes Notáveis, a Seconser também mantém o Projeto Arboribus. A iniciativa foca em cadastrar cada um dos indivíduos arbóreos da cidade, observando as características, a saúde, a origem e as interações com o meio urbano. Ao todo, a iniciativa já cadastrou 69.244 árvores das mais diversas espécies.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo