Coordenadoria de Meio Ambiente da Guarda  Municipal  de Niterói  resgata iguana verde

Enquanto fazia a limpeza diária no quintal de sua casa, no bairro do Cubango, uma moradora se assustou com um animal que rastejava, até descobrir que se tratava de uma iguana-verde. O réptil foi entregue na base da Coordenadoria de Meio Ambiente da Guarda, no Horto do Barreto. O animal silvestre foi levado para o Centro de Triagens de Animais Silvestres (Cetas).

As iguanas são répteis que podem ser criados em casa desde que tenham registros que comprovem sua posse junto aos órgãos de fiscalização ambiental. São animais que podem ser domesticados, mas que exigem cuidados específicos com o local que fica por conta da sua temperatura corporal, alimentação específica e abrigo adequado. Com isso podem durar até 20 anos.

A Coordenadoria de Meio Ambiente da Guarda Municipal de Niterói é uma equipe especializada que tem treinamento para diversos tipos de resgate de animais e passa por cursos de reciclagem e capacitação. Os agentes podem ser acionados através do telefone 153, que atende no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) da Prefeitura de Niterói. Os guardas possuem cursos de resgate de animais silvestres, primeiros socorros, manejo de fauna, resgate e manuseio de animais peçonhentos, e transporte adequado, entre outras especializações.

Entre as espécies resgatadas pelo grupamento estão gambás, corujas, morcegos, lagartos, capivaras, gaviões, pássaros diversos e as temidas cobras. Quando são peçonhentas, as cobras são encaminhadas para institutos especializados e, quando não possuem veneno, voltam para seu habitat natural em unidades de conservação.

Reintegração – A Guarda tem um procedimento para cada tipo de demanda. Após serem acionados, os agentes capturam o animal que, logo em seguida tem suas condições físicas avaliadas pela equipe. Caso não apresente nenhum tipo de ferimento, o animal é reintegrado à unidade de conservação mais próxima. A Guarda Ambiental recomenda que por conta disso os moradores não devem mexer nos animais silvestres para que não os machuque ou que eles se assustem e possam atacar. Devem entrar imediatamente em contato com os agentes para o resgate.

Os animais que são resgatados e apresentam algum tipo de ferimento são encaminhados para instituições como o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), que fica em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio; Econservation, empresa de estudos e projetos ambientais; o Centro de Triagens de Animais Silvestres (Cetas), em Seropédica; ou Instituto Vital Brazil quando é o caso de cobra venenosa.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo